ColunistaDestaquesPostW Series

W Series: Kimiläinen realiza boas ultrapassagens e vence GP da Bélgica

Kimiläinen superou Chadwick para obter a primeira vitória da temporada 2021. A finlandesa imprimiu um bom ritmo para conquistar a primeira posição

A W Series disputou o GP da Bélgica neste sábado (28), onde foi possível ver Emma Kimiläinen conquistar a sua primeira vitória da temporada 2021. Com grande maestria e um bom ritmo, ela mostrou muita experiência, encontrou um traçado adequado e foi realizando ultrapassagens para chegar na liderança do grid. A finlandesa começou a corrida da quarta posição.

Jamie Chadwick era a favorita para conquistar mais uma vitória, principalmente após realizar uma grande classificação na sexta-feira, além de mostrar completo domínio desde o treino livre. A pilota da Veloce teve uma ótima reação na largada, logo abriu vantagem para Alice Powell e permaneceu na ponta, mas não tinha como evitar uma ultrapassagem quando Kimiläinen se aproximou.

Marta García fechou a prova na terceira posição, foi outra pilota que acabou ultrapassando Alice Powell.

Algumas manobras para a ultrapassagens acabaram chamando a atenção durante a prova, que foi realizada em um traçado molhado e com a formação de muito spray.

A pilota Bruna Tomaselli começou a corrida da décima segunda posição, mas terminou a prova em décimo quinto. A brasileira está em seu primeiro ano na W Series, além disso as pistas do calendário são uma novidade para ela. Na Bélgica além de lidar com uma pista nova, ela também estava correndo com chuva.

A W Series retorna na Holanda, para a disputa da sexta etapa da temporada 2021.

Saiba como foi o GP da Bélgica na W Series

Com a punição de Nerea Martí, a pilota perdeu duas posições no grid de largada e iniciou na sétima posição. Tomaselli também cumpriu uma punição e começou a prova do décimo segundo lugar.

Na sexta-feira as pilotas da W Series tiveram que lidar com uma batida que ocorreu durante a classificação, seis competidoras se envolveram no acidente na Eau Rouge. Desta forma Ayla Agren e Beitske Visser ficaram impossibilitadas de participar da prova do sábado.

O início da corrida sofreu alteração de horário por conta da classificação da Fórmula 1 que acabou se estendendo. As condições climáticas eram bem críticas, mas quando o início da W Series foi possibilitado a chuva havia parado. 

Com a pista molhada, as pilotas largaram com o Safety Car, o grid foi formado por 16 pilotas e as posições eram: Chadwick, Powell, Wood, Kimiläinen, M.Garcia, Hawkins, Martí, Piria, Koyama, Cook, Rdest, Tomaselli, Wohlwend, Eaton, Moore e B.García.  

Depois de quatro voltas com o Safety Car, mas ainda restando pouco mais de 17 minutos de prova, a bandeira verde foi acionada. Chadwick conseguiu abrir uma vantagem importante para Powell e assim manteve a liderança com tranquilidade. Wood escapou um pouco da pista, mas ainda era a terceira colocada, no entanto foi pressionada por Kimiläinen e García que buscavam a terceira posição.

Antes do encerramento da volta Kimiläinen assumiu a terceira posição, enquanto Wood também foi ultrapassada pela companheira da Puma. Koyama assumiu a oitava posição. Mas Tomaselli permanecia na décima segunda posição, mas era pressionada por Eaton.

 

Quando restavam apenas dez minutos, mais uma volta para o encerramento, as dez primeiras eram: Chadwick, Powell, Kimiläinen, M. Garcia, Wood, Hawkins, N. Marti, Koyama, Cook e Piria. Tomaselli seguia se sustentando na décima segunda posição, evitando os ataques de Eaton. Na liderança Chadwick já tinha mais de 2s9 de vantagem para Powell.

Kimiläinen pressionou Powell depois de notar a falta de ritmo da pilota, desta forma ela escolheu o lado de dentro da pista, enquanto Powell extravasou os limites de pista e assim a finlandesa assumiu a segunda posição.

Com menos de cinco minutos para o encerramento da corrida, Kimiläinen reduziu a distância para Chadwick, elas estavam separadas por 0s500. E por ter um rendimento melhor, foi inevitável, Kimiläinen assumiu a liderança da corrida e já começou a abrir vantagem para a pilota da Veloce Racing, que ultrapassou rapidamente mais de 1 segundo.

Na nona volta Koyma foi ultrapassada por Wohlwend. Enquanto Tomaselli caiu para a décima quinta posição.

Powell também foi ultrapassada por Marta García, desta forma a vice-líder do campeonato caiu para a quarta posição. A espanhola usou a parte de dentro da pista para realizar a manobra.

Na última volta, ainda foi possível ver a disputa entre Hawkins, Martí e Wohlwend, que buscavam a sexta posição.

Kimiläinen conquistou a sua segunda vitória na W Series, mas a primeira na temporada 2021, depois de começar a corrida da quarta posição. Enquanto Wohlwend ultrapassou Martí na última volta para obter o sétimo lugar.  

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados