ColunistaPostW Series

W Series anuncia mudança e terá estrutura de equipes em 2021

A categoria terá equipes nesta temporada e a Veloce Racing contará comJamie Chadwick e Bruna Tomaselli

Nesta sexta-feira a W Series já estará em pista para a realização das primeiras atividades do fim de semana. Mas antes de toda a movimentação ter início, a categoria fez um anúncio nesta quinta-feira (24), em 2021 terá a introdução de uma estrutura de equipes.

Este ano o formato será um teste, mas já é uma introdução para o campeonato do próximo ano, quando a W Series terá uma estrutura de equipes independentes apartir da temporada de 2022.

Quando a primeira temporada foi realizada em 2019, as pilotas não tinham equipes, mas a mudança ocorre para a temporada de 2021, pelo interesse que várias equipes do automobilismo e empresas independentes tiveram na categoria feminina.

A W Series está encarando a segunda temporada, como um ano de transição e a oportunidade de implementar diversas mudanças.

No entanto, para garantir condições iguais para as pilotas, os 18 carros são mecanicamente idênticos e sua preparação será realizada pelo campeonato. Na temporada inaugural, os responsáveis pela operação dos carros foi a Hitech GP, mas neste momento a Fine Moments assumirá a responsabilidade, tendo início no Red Bull Ring.

LEIA MAIS: Guia completo W Series: a temporada 2021 vai começar

A outra novidade é que teremos um campeonato de equipes – não registrado pela FIA – e como informou Catherine Bond Muir, CEO da W Series: “Como parte da transição, a W Series vai estrear um campeonato não oficial de equipes em 2021, usando um sistema de pontos robusto que, se for bem-sucedido, permanecerá na próxima temporada e além.”

A troca de carro a cada rodada, permanece em 2021. Mas vamos ver nove times com duas pilotas cada, onde seis deles são de patrocinadores externos e três que são da própria categoria. O patrocínio será exibido na pintura dos carros, macacão e outros itens.

“Essa nova estrutura abre caminho para novos investimentos significativos para complementar nossos patrocinadores da série atual, o que apoia nosso rápido crescimento contínuo e nossa parceria com a Fórmula 1”, disse Muir.

Confira as equipes e pilotas:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Equipe Pilota Pilota
Bunker Racing Fabienne Wohlwend (5) Saber Cook (37)
M. Forbes Motorsport  Beitske Visser (95) Ayla Agren (17)
Equipe Puma W Series Marta Garcia (19) Gosia Rdest (3)
Racing X  Alice Powell (27) Jess Hawkins (21)
Sirin Racing Miki Koyama (54) Vicky Piria (11)
Veloce Racing  Jamie Chadwick (55) Bruna Tomaselli (97)
Ecurie W  Emma Kimilainen (7) Abbie Eaton (44)
Scuderia W Sarah Moore (26) Belen Garcia (22)
W Series Academy    Irina Sidorkova (51) Nerea Marti (32)

A Veloce Racing que está atualmente disputando o Extreme E – categoria off-road elétrica – e conta com a contribuição de Jamie Chadwick, também estará na W Series. Chadwick formará dupla com a brasileira Bruna Tomaselli.

Rupert Svendsen-Cook, chefe de equipe da Veloce disse: “Como uma competição que apresenta as melhores pilotas e oferece boas corridas, a W Series é a plataforma perfeita para a Veloce. Nossa equipe tem uma paixão por ultrapassar limites, demonstrando por nossas equipes no eSports e na Extreme E, e entrar na W Series é outro passo significativo para nos destacar como uma presença inovadora no automobilismo.”

Veloce Racing – Foto: reprodução W Series

A campeã da temporada 2019, Jamie Chadwick disse: “Que momento incrível para fazermos este anúncio. Logo depois do pódio do Senegal, é ótimo poder assinar pela Veloce na W Series também e manter tudo consistente com a equipe, apesar de competir em dois campeonatos diferentes.”

“Tenho trabalhado com Veloce e Rupert por muito tempo, então estou realmente ansiosa para levar o nosso bom trabalho da Extreme E para outra categoria que estou realmente apaixonada. Também estou muito animada para trabalhar com a Bruna. Ela obviamente nunca correu na W Series antes, então pode trazer uma nova perspectiva para a equipe, o que será muito útil.”

Bruna Tomaselli que está realizando a sua estreia na W Series disse: “A Veloce é uma equipe nova e empolgante, mal posso esperar para começar! A equipe pode ainda ser jovem, mas eles claramente têm uma excelente abordagem para as corridas e eu acho que a importância dos eSports não pode ser minimizada no mundo do automobilismo moderno.”

“Vai ser brilhante pilotar com Jamie na minha primeira temporada. Como a primeira campeã da W Series, ela é claramente uma pilota muito rápida e será ótimo trabalhar com ela e aprender tudo o que foi possível”, completou.

A W Series tem início neste fim de semana, com a primeira prova sendo disputada no sábado, no Red Bull Ring.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados