ColunistaDestaquesFórmula 1Post

TL2 Singapura – Lewis Hamilton fecha sexta-feira na liderança, acompanhado por Max Verstappen no segundo lugar

Lewis Hamilton fechou a sexta-feira (20) na liderança, com a flecha de prata, anotando 1:38:773, mas Max Verstappen mostrou que está próximo ao líder e que deve batalhar pela pole no sábado, pois ficou separado por apenas 0s184.

No momento em que as equipes começaram o segundo giro de voltas rápidas, os pneus macios foram os destaques e assim a Ferrari voltou a melhorar a sua posição e Sebastian Vettel pode estabelecer o terceiro tempo, anotando 1:39:591, mas separado por 0s818 do líder.

Valtteri Bottas, foi discreto após bater no TL1 e desta forma foi apenas o quarto colocado, 1s121 atrás de Hamilton, com Alexander Albon levando o segundo carro da Red Bull, para a quinta posição. Só depois, veio Charles Leclerc com o sexto lugar, que teve mais dificuldade para encontrar um bom desempenho.

Diferente da primeira sessão, Carlos Sainz com a McLaren conseguiu superar Nico Hulkenberg com a Renault e assim ficaram com o sétimo e oitavo lugar, respectivamente. Lando Norris foi o nono, seguido por Pierre Gasly da Toro Rosso. Por outro lado, o time da Haas disputou espaço com a dupla da Williams, Romain Grojean foi o décimo sétimo, só a frente de George Russell, Kevin Magnussen e Robert Kubica.

A Fórmula 1, retorna às 7h para a realização do terceiro treino livre e logo depois às 10h pelo horário de Brasília a classificação.

lll Saiba como foi o Segundo Treino Livre em Singapura

Na pista a temperatura estava em 35°C, com 30°C no ambiente.

 

Kimi Raikkonen foi o primeiro a deixar os boxes, utilizando os pneus médios, o finlandês era seguido por Antonio Giovinazzi que estava com os compostos duros instalados. Raikkonen anotou 1:43:996, seguido pelo italiano que tinha 1:46:028.

Aos poucos outros pilotos fechavam as suas voltas e Alexander Albon de pneus duros anotou 1:43:687, sendo superado por George Russell com 1:43:229, anotado de pneus macios. A ponta era bem disputada nos primeiros giros completados, mas Lewis Hamilton logo passou a andar com 1:40:685 e era acompanhado por Sergio Pérez e Valterri Bottas. O finlandês das flechas de prata, teve o carro recuperado após a batida na primeira sessão.

Restando nove minutos para o encerramento da primeira meia hora, Alexander Albon perdeu o ponto de frenagem na décima curva e foi direto para o muro de contenção, como resultado a asa dianteira foi quebrada e ele precisou ir aos boxes. Por várias vezes a sinalização de bandeira amarela foi utilizada, pois os pilotos extravasavam os limites de pista, utilizando a área de escape para retornar ao circuito. Outro fator da sessão, era os pilotos encontrarem os muros de contenção, dando um pequeno toque em alguns momentos. 

 

 

Hamilton estabeleceu a melhor volta, antes da troca de compostos, cravando 1:39:991, Max Verstappen era o segundo colocado com 1:40:694, utilizando os pneus duros, contra os médios dos líderes.

Com a conclusão da primeira meia hora, as posições eram: Hamilton, Verstappen, Leclerc, Bottas, Pérez, Gasly, Vettel, Sainz, Stroll e Norris. Os carros da Racing Point estavam mantendo o bom desempenho da primeira sessão.

George Russell teve os pneus macios instalados em seu carro e logo a Williams o liberou mais uma vez pela pista, o piloto fechou a primeira volta rápida, em sétimo, mas duas voltas depois ele estabeleceu 1:41:445 obtendo a sexta posição.

Mais uma vez os pilotos deram preferência em utilizar os pneus macios, para treinar as voltas rápidas pensando na classificação do sábado. A dupla da Red Bull, voltou a brigar pela ponta com Mercedes e Ferrari. Verstappen anotou 1:38:957, mas foi superado por Hamilton com apenas 0s184, logo atrás Bottas tinha 1:39:834, com Albon em quarto, separados por mais de 1 segundo dos líderes.

Carlos Sainz conseguia subir para a sétima posição com Lando Norris em nono, mas uma vez buscando se manter entre os dez primeiros. A Ferrari buscava algum destaque na pista que não era nada favorável para eles, Leclerc passava a ser o quinto colocado, com Vettel em sexto.

Após uma média de cinco voltas com os pneus médios, os pilotos retornaram para os boxes, preparando os carros para a simulação de corrida. Sebastian Vettel ainda aproveitou o último instante, para anotar 1:39:591, assumindo a terceira posíção. Kevin Magnussen e Sergio Pérez se expremiam no muro de contenção e o lance seria analisado ao final da TL1.

 

Adentrando na última meia hora, as posições eram: Hamilton, Verstappen, Vettel, Bottas, Albon, Leclerc, Sainz, Hulkenberg, Norris e Gasly. Russell voltou para o final da tabela, ocupando a décima oitava posição, atrás dele apenas Magnussen da Haas e Kubica da Williams.

Os pilotos alternavam a utilização dos compostos usados no inicio da sessão, com os pneus macios, buscando entender e traçar a durabilidade para o final de semana.

A atividade se encerrou desta forma, com Hamilton na liderança, com o tempo estabelecido enquanto estava de pneus macios. 

 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo