ColunistaDestaquesFórmula 1Post

TL1 Singapura – Max Verstappen estabeleceu o melhor tempo e Valtteri Bottas bateu durante a sessão • BP • Boletim do Paddock

Nesta sexta-feira (20) começaram as atividades em pista para o Grande Prêmio de Singapura. A disputa pela ponta foi acirrada, com Red Bull, Ferrari e Mercedes se alterando na liderança do primeiro treino livre. Com um segundo jogo de pneus macios novos, Max Verstappen levou a melhor, anotando 1:40:259, conseguindo ficar a frente de Sebastian Vettel, separados por 0167. Já Charles Leclerc não teve a mesma sorte, pois o seu carro, apresentou problemas no câmbio, na volta em que estabeleceria a volta o giro mais rápido.

A Mercedes ocupou o terceiro e o quarto lugar com Lewis Hamilton e Valtteri Bottas respectivamente, a dupla utilizou os pneus duros para a segunda fase da sessão e com isso Bottas ficou a 1s077 atrás do líder. O finlandês ainda bateu na curva 19 e provocou uma bandeira vermelha.

Alexander Albon fechou em quinto, com o outro carro da Red Bull, Nico Hulkenberg ainda sem vaga para 2020 foi o sexto colocado, representando a Renault entre os dez primeiros colocados. A dupla da McLaren ficou apagada por toda a sessão e só apareceu entre os dez, nos minutos finais, com Carlos Sainz e Nico Hulkenberg ocupando a sétima e a oitava posição. Daniil Kvyat e Pierre Gasly completaram o grid dos dez mais bem colocados, com a Toro Rosso.

A Fórmula 1 retorna às 9h30 pelo horário de Brasília para a realização do segundo treino livre.  

lll Saiba como foi o Primeiro Treino Livre em Singapura

Na pista a temperatura estava na casa dos 43°C e no ambiente em torno de 32°C.

 

Com o auxílio da luz natural, pois a sessão teve início no final da tarde de Singapura. Assim que a pista foi liberada, Pierre Gasly quebrou o silêncio e deu início as atividades, o piloto da Toro Rosso tinha os pneus médios para o giro de instalação.

A Alfa Romeo espalhou flow-vis pelo lado esquerdo da asa e assoalho do C38, já realizando algumas aferições aerodinâmicas.

Com cerca de dez minutos Charles Leclerc anotou 1:46:180, com os pneus médios, sendo o primeiro piloto a ter tempo aferido no circuito. Sebastian Vettel veio logo depois, anotando 1:50:052. Mas no giro seguinte eles já haviam reduzido suas marcas, o monegasco anotou 1:44:723, com o alemão em 1:46:046.

 

Com quinze minutos de sessão, Leclerc voltou a melhorar a marca para 1:43:618, enquanto isso Nico Hulkenberg completava o primeiro giro cronometrado, anotando 1:46:367, para se tornar o terceiro colocado.

Aos poucos outros pilotos completaram as suas voltas, a Ferrari havia se estabelecido na primeira posição, acompanhado por Nico Hulkenberg e Daniil Kvyat. Antonio Giovinazzi tentava se manter na sétima posição, revezando o espaço com pilotos como Kevin Magnussen e Grosjean da Haas, o italiano havia se posicionado entre os carros da equipe.

Quando os pilotos da Mercedes e Red Bull foram liberados, restando cinco minutos para o encerramento da primeira meia hora, as coisas começaram a acontecer como o esperado, pois o circuito era mais a cara dessas equipes e assim eles superaram os pilotos da Ferrari. Valtteri Bottas, passou para a primeira posição, anotando 1:43:041, com Max Verstappen em segundo, após anotar 1:43:077.

Os erros eram inevitáveis por conta da pista que estava suja, Bottas acabou escorregando mais do que deveria e deu uma leve encostada no muro de contenção, Grosjean instantes antes chegou perto de fazer o mesmo.

 

Com a conclusão da primeira meia hora, as posições eram: Hamilton, Bottas, Verstappen, Kvyat, Hulkenberg, Leclerc, Stroll, Gasly, Pérez e Albon. Hamilton em seu terceiro giro anotou 1:42:212, assumindo assim o primeiro lugar, utilizando os pneus macios, assim como o companheiro de equipe e o piloto da Red Bull.

Max Verstappen foi o primeiro a rodar na casa de 1:41:938, mas logo depois Hamilton anotou 1:41:469, superando o holandês por 0s469. Lance Stroll chamou  a atenção por subir para a terceira posição com 1:42:791 no nono giro do composto macios.

Com a conclusão da primeira meia hora e a devolução dos primeiros compostos utilizados, as posições eram: Hamilton, Verstappen, Stroll, Bottas, Kvyat, Hulkenberg, Gasly, Pérez Leclerc e Albon. Bottas como havia recolhido antes de outros pilotos, quebrou o silêncio da pista mais uma vez, abandonando os pneus macios, para utilizar os compostos duros. O finlandês anotou 1:41:336, conseguindo subir para a primeira posição.

Pouco antes de adentraram para a última meia hora de sessão, Bottas, Hamilton, Stroll e Pérez utilizavam os compostos duros, enquanto a Ferrari dava a preferência para os pneus macios e assim Vettel assumia a primeira posição com 1:40:426. Charles Leclerc por outro lado ao tentar fechar a sua melhor volta, enfrentou problemas no carro, ele simplesmente parou de render e  o piloto foi se arrastando pela pista até chegar aos boxes. O momento da Ferrari na pista, estava direcionado em descobrir qual o melhor assoalho para ser utilizado no circuito, no entanto precisaria resolver primeiro o problema de câmbio no carro do monegasco. 

 

Ao adentrarem na última meia hora, as posições eram: Vertappen, Vettel, Hamilton, Bottas, Albon, Hulkenberg, Kvyat, Gasly, Ricciardo e Grosjean.

Demorou, mas o regime de bandeira vermelha foi instaurado no circuito, após Bottas bater na curva 19. O finlandês perdeu a traseira do carro e ao tentar concertar, encontrou o muro de contenção, isso acontecia devido ao circuito apertado e com poucas áreas de escape, punindo todos os erros cometidos.

 

 

Restando 17 minutos para o término da sessão, a pista foi liberada mais uma vez. A dupla da McLaren logo foi buscar voltas rápidas com os pneus macios instalados. Carlos Sainz subiu para a sétima posição com 1:42:005, seguido por Lando Noris com 1:42:180, subindo para o oitavo lugar, enquanto Giovinazzi saiu do último lugar da tabela, para o décimo terceiro lugar com 1:42:731. Max Verstappen na liderança conseguia melhorar a marca para 1:40:259.

Vários pilotos aproveitaram até o último minuto para melhorarem as suas voltas, Raikkonen subiu para o décimo quarto lugar com 1:42:786. Após figurarem próximo as últimas posições, a dupla da McLaren retornou a posição entre os dez primeiros colocados.

 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados