ColunistaPostStock Car

Stock Car: Ricardo Zonta supera Cesar Ramos e vence pela segunda vez a Corrida do Milhão

Zonta largou da terceira posição, disputou espaço com Rossi e assumiu a liderança após a parada nos boxes

Neste domingo a Stock Car disputou a Corrida do Milhão solidário, Cesar Ramos largou da pole e estava administrando uma boa vantagem para o segundo colocado.

Assim que a janela da parada dos boxes foi liberada, o piloto da Ipiranga partiu para realizar o reabastecimento e a troca de um composto. Enquanto Ricardo Zonta permaneceu na pista, utilizou o botão de ultrapassagem e abriu vantagem aproveitando a pista livre.

O pit-stop de Ramos não foi bom, desta forma, quando Zonta realizou a parada, retornou com folga na liderança e foi administrando a distância para o piloto da Ipiranga. Ricardo Zonta recebeu a bandeira quadriculada, vencendo pela segunda vez a Corrida do Milhão, a primeira conquista foi em 2013.

Denis Navarro que largou da oitava posição, terminou no terceiro lugar e Rubens Barrichello fez ainda mais, o piloto da Full Time Sports largou de vigésimo segundo e terminou em quarto com o carro #111. Ricardo Maurício foi o quinto colocado completando top-5 da prova.

Saiba como foi a Corrida do Milhão

A pista estava seca e fazia sol no circuito de Interlagos.

Confira os pilotos que receberam o Fan Push: 

Daniel Serra que havia conquistado a décima quarta posição, não largou por conta de uma quebra no câmbio.

Ramos largou da ponta, acompanhado por Rossi que logo perdeu a segunda posição para Ricardo Zonta. Por conta da aproximação, as posições eram bem disputadas e já havia diversos toques ocorrendo pelo meio do pelotão.

Rossi havia caído para a quarta posição, após ser ultrapassado por Nunes. O argentino recebeu uma punição de drive through, pela equipe ter modificado o carro três minutos antes da prova. Zonta era visto espalhando na curva do lago, mas conseguia segurar o segundo lugar.

Restando 35 minutos de prova, as posições eram: Ramos, Zonta, Rossi, Camilo, Khodair, Piquet Jr, Navarro, Gomes, Nunes e Abreu. Camilo utilizava o botão de ultrapassagem para tentar se aproximar do terceiro colocado.

Ramos tinha mais de três segundos de vantagem para o segundo colocado e seguia administrando a prova.

Rossi foi para os boxes ainda na quarta volta, para cumprir a punição recebida, desta forma Ramos era o líder seguido por Zonta, Camilo e Khodair.

Na sétima volta, Nelsinho acabou rodando e caiu para a décima quarta posição.

Antes da abertura dos boxes, Navarro realizou a ultrapassagem e Camilo, assumindo a terceira posição, enquanto o piloto da Ipiranga passou a ser pressionado por Khodair.

Os boxes foram abertos, e logo Ramos foi para os boxes, realizando o reabastecimento e a troca do pneu traseiro direito. Zonta que havia assumido a liderança acionou o botão de ultrapassagem para reduzir a diferença para Ramos.

Zonta ganhou a posição de Ramos, após o piloto da Ipiranga ter uma parada ruim e o piloto da RCM Motorsport levar a vantagem na pista e nos boxes.

Com as paradas realizadas, as posições eram: Zonta, Ramos, Navarro, Camilo, Khodair, Abreu, Salas, Barrichello, Mauricio e Gomes.

Ramos estava separado por mais de 7 segundos do líder e a prova já estava na décima quarta volta.

Rossi e Cardoso eram vistos disputando espaço na pista, havia um toque e o argentino acabou rodando. Vale lembrar que Cardoso já começou a prova cumprindo uma punição, por conta do toque com Cacá Bueno durante a prova de sábado.

E valendo a disputa pela terceira posição, Camilo passou a pressionar Navarro para tentar retomar a posição que perdeu antes da parada nos boxes.

Restando nove minutos para o fim, Barrichello que estava pressionando Salas, assumiu a sexta posição. O piloto da Full Time Sports havia largado da vigésima segunda posição.

Casagrande que era o décimo quarto, acabou de tocando com Suzuki no “S” e o piloto R.Mattheis acabou rodando e caiu para a vigésima posição.

Barrichello assumiu o quinto lugar, após ultrapassar Camilo e deixou o piloto da Ipiranga para Ricardo Maurício da Eurofarma. Guilherme Salas era o oitavo colocado e passou a se aproximar de Maurício.

Nos últimos três minutos, Nelsinho que venceu a corrida do sábado, foi para os boxes, abandonando a corrida do domingo.

Gomes foi punido por irregularidade na parada dos boxes.

Zonta venceu a corrida, acompanhado por Ramos e Navarro. O piloto da RCM teve uma boa estratégia e assumiu a liderança da prova, após a parada nos boxes. Barrichello terminou na quarta posição.

Imagem reprodução

 

 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados