ColunistaDestaquesFórmula 1Post

REPORTAGEM – Opiniões sobre a decisão do campeonato em Abu Dhabi

O GP de Abu Dhabi vai decidir o título da temporada 2021. Muitos acreditam que a prova pode ser concluída em batida, mas os pilotos garantem que não estão pensado no assunto

A disputa pelo título entre Max Verstappen e Lewis Hamilton foi prorrogada para Abu Dhabi, última etapa da temporada 2021 acontece neste fim de semana. Os líderes do campeonato estão empatados com 369,5 pontos, quem vencer a corrida do domingo ou terminar em uma posição mais favorável que o rival, conquista o título.

E neste momento existe muita tensão, principalmente após episódios na temporada em que Verstappen e Hamilton já se encontraram. Em Jeddah o holandês fez até mesmo um brake test, quando estava para devolver a posição ao inglês, neste instante Lewis colidiu com o carro do rival, avariando a sua asa dianteira.

A realidade é que ninguém quer que a corrida seja decidida com batida, esperamos uma disputa em Abu Dhabi, mas ninguém descarta que isso possa acontecer. Michel Maisi, diretor de corrida da FIA já tratou de lembrar as equipes e pilotos de suas obrigações sob o Código Desportivo Internacional da FIA, os comissários podem tirar pontos dos pilotos e equipes se eles cometerem algum ato que infrinja as regras esportivas.

LEIA MAIS: Raio-X do GP da Arábia Saudita – Hamilton vence e empata com Verstappen

Masi também sinalizou que os comissários podem impor possíveis penalidades como suspensões de uma ou mais corridas, assim como a retirada dos pontos conquistados durante o campeonato.

Na Arábia Saudita não tivemos problemas com relação aos pontos, mas Max Verstappen foi punido com cinco segundos por ter extravasado os limites de pista e mais 10 pelo brake tast que gerou a colisão.

O assunto da sexta-feira foi exatamente o que os líderes do campeonato esperam da disputa que vai ocorrer no domingo. Verstappen já deixou claro vai fazer de tudo para conquistar o seu primeiro título.

Em Jeddah, Max e Lewis bateram – Foto: reprodução

“Sabe, nós dois estamos aqui para vencer e faremos de tudo para vencer e, no final das contas conquistar o campeonato, vamos fazer o que for necessário em termos de pontos. Acho que corremos muito bem próximos o ano todo, acho que fizemos um grande show para todos no final do dia, então espero que possamos fazer o mesmo aqui”, apontou Verstappen

Pela condução de Verstappen e a forma como o holandês já se portou na pista outras vezes durante toda a sua carreira, obviamente que muitos acreditam que a colisão poderia partir dele. Verstappen é o atual líder do campeonato e por ter nove vitórias, contra oito de Hamilton, poderia ser declarado campeão.

“Como piloto, você não pensa nessas coisas. Você vai a um fim de semana em que quer apenas fazer o melhor que pode, como uma equipe, e é claro que tentamos vencer a corrida. Mas, naturalmente, a mídia começa a dizer essas coisas, então não tenho muito mais o que comentar sobre isso. Acho que chego aqui apenas tentando dar o melhor que posso, tentando estar da melhor forma possível e é claro tentando vencer neste final de semana. Eu sei o que está no código esportivo. Ninguém precisa ser lembrado disso.”

Os comissários consideraram que Verstappen foi culpado na batida que ocorreu no GP da Itália – Foto: reprodução

Hamilton também não está se importando com os comentários, o inglês quer dar o melhor possível neste GP e buscar o oitavo título da sua carreira, marcando o domínio após o início da era hibrida. “Não, eu honestamente não gasto nenhuma energia com isso. Estou aqui para fazer o melhor trabalho que posso com esta equipe incrível. Tivemos uma recuperação incrível coletivamente e estivemos em uma ótima posição nas últimas corridas. Portanto, avançamos a todo vapor com esse foco e não desperdiçamos energia com coisas que estão fora de nosso controle.”

“Acho que no final das contas, acredito que todo mundo aqui está correndo para ganhar, gostaria de acreditar que todo mundo quer fazer isso da maneira certa. Então, eu nem deixo isso invadir a minha mente”, acrescentou Hamilton.

Embora a Mercedes tenha dominado o campeonato de 2020, Max Verstappen conquistou a pole e a vitória em Abu Dhabi ano passado. É com isso que o holandês deve contar para disputar a última prova deste ano. Independente do resultado que ele tiver no domingo, Max está orgulhoso do crescimento do time de um ano para o outro.

“Esta temporada tem sido realmente agradável. Acho que depois do ano passado, não tinha muita esperança de que estaríamos sentados aqui no final da temporada lutando pelo título, mas acho que desde o início fomos muito competitivos. Tivemos alguns bons resultados, um pouco de azar também, mas no geral podemos estar muito orgulhosos do esforço de toda a equipe, de estarmos aqui lutando por este título.”

Pierre Gasly, Yuki Tsunoda, Kimi Raikkonen, Fernando Alonso e Sebastian Vettel acreditam que Verstappen vencerá o campeonato, enquanto outros pilotos pelo grid ainda estão indecisos sobre quem será o campeão.

Com as alterações que o traçado de Abu Dhabi passou neste ano, é difícil cravar o vencedor. Nos conhecemos os carros da Red Bull e Mercedes, temos uma ideia do comportamento de cada um deles. A RBR pode sofrer com o aquecimento dos pneus e com o cair da noite em Abu Dhabi, o gerenciamento da temperatura dos pneus é alterado. Teoricamente o circuito de Yas Marina pende mais para o carro da Mercedes, e sobre os pneus, como a equipe tem problemas com o superaquecimento, as temperaturas mais baixas podem ajudá-los no horário em que a corrida será disputada.

Os motores também podem fazer diferença nesta corrida, em algumas corridas passadas os times estavam avaliando uma troca. 

Entretanto, é uma pista onde os dois times precisam se atentar as suas configurações, não é tão fácil chegar ao acerto ideal, é necessário avaliar os três setores do traçado e fazer as suas escolhas. Hamilton sabe que está brigando com a Red Bull, uma equipe que teve um crescimento impressionante de uma temporada para outra. 

“Eles venceram aqui no ano passado. Então, sem dúvida, eles vão ser fortes neste fim de semana. Mas nós perseguimos e nos aproxima muito e acho que podemos vir aqui e ser fortes neste fim de semana”, admitiu o inglês.

“No momento em que você entra no novo ano, você está focado em treinar e vencer. Não apareço com ‘Número Um’ no meu carro, apareço com Número 44, não me considero o campeão daquele ano, me considero aquele que está lutando por um campeonato”, concluiu Hamilton.

Não podemos descartar a sequência de três vitórias de Hamilton, um ritmo forte que marcou a reta final do campeonato.

E aí, quem leva o título da temporada 2021?

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados