ColunistaPostStock Car

Rafael Suzuki é desclassificado, mas equipe promete recorrer para manter o resultado

Após a prova, depois de uma verificação do combustível, Suzuki foi desclassificado da 7ª etapa disputada em Curitiba

O resultado da sétima etapa da Stock Car foi alterado, Rafael Suzuki foi desclassificado da prova que foi disputada em Curitiba. Desta forma Daniel Serra acabou herdando a vitória, em mais um resultado excepcional na temporada.

O piloto que guia o carro #08 também perdeu a pole conquistada no sábado, depois que identificaram uma irregularidade no combustível. Com a perda dela, Serra também fica registrado como o pole do sábado.

A primeira prova foi bem interessante, Suzuki teve uma boa largada, enquanto Gabriel Casagrande passou Daniel Serra. Mas depois das paradas, Serra retomou a segunda posição, enquanto Suzuki recebeu a bandeira quadriculada.

Vale lembrar que Suzuki também apresentou um bom desempenho na segunda corrida, onde teve a chance de obter o quinto lugar, justamente na prova que foi disputada no anel externo.

A equipe chefiada por Maurício Ferreira vai entrar com recurso em “todas as instâncias jurídicas”, buscando a comprovação que não fizeram nenhuma adulteração, recorrendo ao resultado da CBA. O anúncio foi realizado no Instagram da equipe, onde Ferreira falou esclareceu o ocorrido.

Comunicado da Full Time Sports

“Bom pessoal, venho aqui para fazer um comunicado oficial sobre a desclassificação que recebemos hoje num dos nossos carros. O carro número 8 do Rafael Suzuki, vencedor desta etapa de Curitiba no anel externo. O maior pontuador, na verdade, da etapa. Pole position, entre outras coisas. Um trabalho brilhante do time. Eu sou (um dos), eu sou apenas o representante e um dos membros do time”, disse Ferreira.

“E só para deixar claro para todos os nossos patrocinados. Em especial, um carinho para os patrocinadores do carro em questão, do Rafa, dizer que nós vamos nos defender em todas as instâncias jurídicas. Para deixar claro e comprovado, que não fizemos nenhum tipo de adulteração. O desvio encontrado na quantidade do percentual de etanol de álcool no combustível oficial da categoria. É um desvio de 1%, para que entendem mais disso, as normas da NP falam de vinte e cinco porcento (25%) mais ou menos um por cento (1%). No nosso foi encontrado ao invés de vinte e seis que é a tolerância. Foi encontrado 27%.”

“E aí o técnico que estava aqui fez um relatório e os comissários técnicos acabaram optando pela desclassificação. Não vou entrar no mérito, porque nós temos uma estratégia de defesa. Mas deixar muito claro que nada tira o brilho e nós vamos defender esses pontos com unhas e dentes. Com toda integridade e seriedade, é o histórico que nós temos positivo, na nossa estatística automobilística.”

“Então é vida que segue. Os obstáculos vêm para os grandes e nós vamos superar mais esse. Não tira em nada o mérito da pista como eu já disse, vamos seguir em frente. A próxima etapa é Goiânia, entre os dias 18 e 19 de setembro. Obrigado aos nossos fãs e o apoio dos nossos patrocinadores que temos recebido até agora. A gente vai voltar aqui com atualizações sobre o processo. Obrigado e tenham todos uma boa noite”, finalizou Maurício Ferreira

Resultado Corrida 1, 7ª etapa

1º – Daniel Serra (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze) – 31 voltas em 31min06s998
2º – Gabriel Casagrande (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze) – a 0s476
3º – Guilherme Salas (KTF Sports/Chevrolet Cruze) – a 1s283
4º – Felipe Lapenna (Hot Car/Chevrolet Cruze) – a 2s003
5º – Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) – a 2s392
6º – Ricardo Maurício (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze) – a 2s415
7º – Rubens Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla) – a 3s844
8º – Cacá Bueno (Crown Racing/Chevrolet Cruze) – a 3s989
9º – Átila Abreu (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) – a 6s004
10º – Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) – a 6s510
11º – Nelson Piquet Jr. (MX Piquet Sports/Toyota Corolla) – a 7s407
12º – Bruno Baptista (RCM Motorsport/Toyota Corolla) – a 7s871
13º – Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) – a 8s313
14º – Pedro Cardoso (KTF Racing/Chevrolet Cruze) – a 8s496
15º – Guga Lima (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze) – a 8s819
16º – Pietro Fittipaldi (Full Time Bassani/Toyota Corolla) – a 8s949
17º – Dudu Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla) – a 9s246
18º – Diego Nunes (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) – a 9s504
19º – Christian Hahn (Blau Motorsport II/Chevrolet Cruze) – a 9s840
20º – Lucas Foresti (KTF Sports/Chevrolet Cruze) – a 26s850
21º – Tuca Antoniazi (Hot Car/Chevrolet Cruze) – a 1 volta
22º – Sérgio Jimenez (MX Piquet Sports/Toyota Corolla) – a 8 voltas
23º – Gaetano di Mauro (KTF Racing/Chevrolet Cruze) – a 8 voltas
Não completaram
Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla)
Julio Campos (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze)
Galid Osman (Shell V-Power/Chevrolet Cruze)
Felipe Massa (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze)
Beto Monteiro (Crown Racing/Chevrolet Cruze)
Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla)
Desclassificado
Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Toyota Corolla)

Resultado Corrida 2, 7ª etapa

1º – Átila Abreu (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) – 36 voltas
2º – Gabriel Casagrande (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze) – a 0s451
3º – Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) – a 3s832
4º – Cacá Bueno (Crown Racing/Chevrolet Cruze) – a 4s825
5º – Daniel Serra (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze) – a 5s290
6º – Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) – a 7s036
7º – Pietro Fittipaldi (Full Time Bassani/Toyota Corolla) – a 7s045
8º – Dudu Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla) – a 8s091
9º – Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla) – a 8s417
10º – Bruno Baptista (RCM Motorsport/Toyota Corolla) – a 9s959
11º – Beto Monteiro (Crown Racing/Chevrolet Cruze) – a 10s469
12º – Felipe Massa (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze) – a 12s711
13º – Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) – a 14s855
14º – Lucas Foresti (KTF Sports/Chevrolet Cruze) – a 15s214
15º – Diego Nunes (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) – a 15s668
16º – Pedro Cardoso (KTF Racing/Chevrolet Cruze) – a 18s192
17º – Ricardo Maurício (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze) – a 23s796
18º – Nelson Piquet Jr. (MX Piquet Sport/Toyota Corolla) – a 28s153
19º – Tuca Antoniazi (Hot Car/Chevrolet Cruze) – a 50s784
20º – Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) – a 1 volta
21º – Felipe Lapenna (Hot Car/Chevrolet Cruze) – a 3 voltas
22º – Guga Lima (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze) – a 3 voltas
23º – Julio Campos (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze) – a 3 voltas
24º – Guilherme Salas (KTF Sports/Chevrolet Cruze) – a 8 voltas
Não completaram
Gaetano di Mauro (KTF Sports/Chevrolet Cruze)
Rubens Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla)
Galid Osman (Shell V-Power/Chevrolet Cruze)
Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla)
Christian Hahn (Blau Motorsport II/Chevrolet Cruze)
Sergio Jimenez (MX Piquet Sports/Toyota Corolla
Desclassificado
Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Toyota Corolla)

Classificação após sete etapas

1º – Daniel Serra – 245 pontos
2º – Gabriel Casagrande – 234
3º – Cesar Ramos – 172
4º – Ricardo Zonta – 170
5º – Rubens Barrichello – 161
6º – Bruno Baptista – 160
7º – Átila Abreu – 159
8º – Thiago Camilo – 148
9º – Ricardo Maurício – 144
10º – Denis Navarro – 142
11º – Diego Nunes – 140
12º – Guilherme Salas – 135
13º – Allam Khodair – 115
14º – Cacá Bueno – 111
15º – Marcos Gomes – 104
16º – Rafael Suzuki – 89
17º – Gaetano Di Mauro – 88
18º – Julio Campos – 84
19º – Lucas Foresti – 69
20º – Felipe Massa – 67
21º – Matías Rossi – 59
22º – Felipe Lapenna – 58
23º – Pedro Cardoso – 50
24º – Galid Osman – 50
25º – Beto Monteiro – 47
26º – Guga Lima – 39
27º – Christian Hahn – 33
28º – Nelson Piquet Jr. – 26
28º – Tony Kanaan – 18
29º – Gustavo Frigotto – 15
30º – Sergio Jimenez – 15
32º – Tuca Antoniazi – 12
33º – Max Wilson – 0

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados