ColunistaFórmula 1Post

Preview de Abu Dhabi – O embate final entre Verstappen e Hamilton

O GP de Abu Dhabi será a última etapa do calendário e nesta temporada a pista volta a receber a decisão do campeonato

O GP de Abu Dhabi mais uma vez vai marcar o encerramento da temporada, mas desta vez a disputa está chegando muito viva aos Emirados Árabes, Max Verstappen e Lewis Hamilton contam com 369.5 pontos cada, portanto a chance de obter o título é igual para os dois pilotos.

E está temporada os detalhes fizeram muita diferença, não foi apenas o carro, o ímpeto dos pilotos, as tomadas de decisão e as escolhas dos times fizeram muito diferença. Hamilton e Verstappen lideraram esse campeonato, batalharam ponto por ponto. O empate torna tudo mais emocionante possível, os ânimos devem estar elevados principalmente após o embate em Jeddah.

Os pilotos já foram lembrados por Michael Masi, pontos podem ser tirados do campeonato por atitudes antidesportivas, mas alguns acreditam que essa última corrida pode até mesmo ser marcada por uma batida. Max Verstappen já mostrou durante muitas etapas do ano que está disposto a partir para o tudo ou nada, inclusive isso aconteceu em Jeddah, não existe uma linha de ponderação. Lewis Hamilton tirou o pé em algumas disputas da temporada para evitar o abandono dos pilotos, mas está é a última chance da temporada, não existe outra oportunidade após Abu Dhabi.

LEIA MAIS: SÉRIE CIRCUITOS DA F1: Abu Dhabi

Lewis Hamilton conta com cinco vitórias em Yas Marina, enquanto Max Verstappen venceu pela primeira vez um GP em Abu Dhabi durante a temporada 2020, quando o inglês ainda estava se recuperando da Covid-19.

Acredita-se que este circuito favoreça o carro da Mercedes, mas após as alterações que foram feitas, o traçado muda um pouco e tudo pode acontecer. Na realidade, o motor pode ser o fator mais importante neste fim de semana, em Abu Dhabi é comum os times usarem a potência máxima, já que pouco importa o estado deles após está prova.

Para a corrida em Jeddah, alguns burburinhos surgiram, sobre uma possível troca de motor para o carro de Max Verstappen, mas em um traçado muito apertado e que oferecia poucas chances de ultrapassagem, fazer a troca não se mostrava uma decisão muito inteligente. Agora eles estão partindo para a última corrida, largar do final do grid, ou perder um pouco de terreno não parece ser a melhor opção.

O motor de combustão interna (ICE) do carro da Mercedes, foi uma peça que eles identificaram ser a causa dos problemas enfrentados e ao longo da temporada fizeram algumas substituições no carro de Bottas e Hamilton. A potência e performance do seu motor acaba melhorando substancialmente, algo que funciona diferente no motor da Honda. O time alemão poderia optar por outra troca?

O circuito já recebeu algumas disputas de títulos, como em 2010 com o líder do campeonato Fernando Alonso perdendo a corrida para Sebastian Vettel, que conquistava a sua segunda vitória nesta pista. Em 2016 viu outra disputa de título sendo decidida, a briga era entre Nico Rosberg e Lewis Hamilton, o inglês venceu a prova, mas bastou o alemão estar em segundo para garantir o campeonato. Também viu a Red Bull conquistar o seu quarto campeonato de construtores em 2013.

LEIA MAIS: Fórmula 1 renova com Abu Dhabi para a prova ser realizada até 2030

Nesta temporada estamos ansiosos para saber se Lewis Hamilton vai obter o oitavo título ou Max Verstappen será campeão. A disputa entre Mercedes e Red Bull no Campeonato de Construtores também está viva.

Mudanças no Traçado

Para a temporada 2021, o traçado de Yas Marina projetado por Hermann Tilke sofreu alterações, Jarno Zaffelli foi o responsável pela remodelação do circuito. As mudanças são em busca de fornecer mais pontos de ultrapassagem e uma corrida mais dinâmica. As antigas curvas 5, 6 e 7 foram unificadas na curva 5, o trecho se tornou uma reta. Enquanto o trecho que era formado pelas curvas 12, 13, 14 e 15 se tornou a nova curva 9. Enquanto as chicanes que eram a 17, 18, 19 e 20, se tornaram mais velozes e agora são identificadas por curvas 12, 13, 14 e 15, elas sofreram modificações em seus ângulos o que permite os competidores disputarem as posições de forma mais próxima.

Alterações da pista de Abu Dhabi – Foto: Ale Ranieri / BP

Sobre a pista, Mônaco é considerada uma das pistas mais luxuosas do calendário, mas o circuito de Yas Marina é comparado ao traçado histórico, barcos que ficam atracados próximos a pista são a composição perfeita do cenário. Existe um hotel que oferece uma vista privilegiada para o circuito, além disso o traçado é considerado um dos mais caros da história da Fórmula 1, estimasse que 1 bilhão de dólares foi investido para a sua construção.

Por ser uma corrida noturna é necessário ligar os refletores para a realização da prova, desta forma é possível observar a perfeita sintonia da mudança da luz natural, para a escuridão do anoitecer.

Pneus

Os pneus são o maior ponto de atenção, o circuito não é tão abrasivo, portanto, a Pirelli fornece os pneus mais macios da sua gama, configuração já conhecida pelos times em outras provas disputadas em Abu Dhabi.

Geralmente os times acabam trabalhando com a estratégia de apenas uma parada, algo que aconteceu em 2019 e 2020. No ano passado a interferência do Safety Car na volta 10, fez com que vários pilotos seguissem para os boxes, fazendo a modificação do composto, para permanecer na pista até o final.

Os pneus que foram selecionados para o GP de Abu Dhabi – Foto: Ale Ranieri / BP
LEIA MAIS: Pirelli aposta em gama mais macia para o GP de Abu Dhabi, a mesma que deu a vitória para Verstappen em 2020

Ainda é difícil saber se a mesma mecânica será seguida para este ano, mas é uma tendência das equipes de Fórmula 1 tentar fazer a corrida com apenas uma parada nos boxes. Nos treinos livres eles vão fazer o reconhecimento da pista, compreender as diferenças e verificar a durabilidade dos pneus. Lembrando que com o cair da noite as temperaturas começam a cair, para a Mercedes pode ser um ponto benéfico, pois eles costumam lidar com o superaquecimento dos compostos, enquanto a Red Bull enfrenta a dificuldade para aquecer os pneus.

Programação da final da F1 em Abu Dhabi

Programação F1 GP de Abu Dhabi – Etapa Final – Foto: Ale Ranieri / BP

 

Fórmula 2 

A Fórmula 2 vai disputar três corridas, como acontece regularmente nesta temporada. Oscar Piastri pode se tornar o campeão da temporada, o piloto da Prema está em disputa direta com Robert Shwartzman e Guanyu Zhou. 

Programação para o GP de Abu Dhabi – Etapa final da Fórmula 2 – Foto: Ale Ranieri / BP
Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados