ColunistaIndyPost

Por falta de componentes, Indy adia introdução dos novos motores híbridos para 2024

A Indy realizou o adiamento da introdução dos novos motores da categoria. A falta de suprimentos para a fabricação, mas primeiro teste será realizado neste ano

A Indy anunciou que a introdução da sua nova geração de motores será adiada em um ano. Por conta dos desafios globais enfrentados na cadeia de produção dos suprimentos e alguns componentes do sistema híbrido, a categoria terá que adiar a introdução da sua nova unidade de potência.

O motor atual V6 2,2 litros biturbo será mantido até 2023, desta forma em 2024 a categoria passa a utilizar o V6 2,4 litros biturbo, fabricados pelas montadoras Chevrolet e Honda. A categoria não esconde o desejo de ter uma nova montadora e com o sistema híbrido acredita que vão conseguir angariar mais uma empresa para a categoria.

“Estamos orgulhosos do trabalho duro e do nível de comprometimento de nosso grupo de motores, aliado com nossas equipes e parceiros, no desenvolvimento do motor Chevrolet 2,4 litros para nosso programa da Indy. Nós certamente estávamos empolgados por tê-lo na pista na próxima temporada. A Chevrolet continua totalmente comprometida com a Indy e estamos ansiosos para estrear nosso futuro pacote de motores em 2024”, disse Mark Sitelow, diretor do departamento de competições da GM Motorsports.

A Indy adiou a introdução dos novos motores para 2024 – Foto: reprodução

A Indy realizou um segundo adiamento para a introdução dos novos motores híbridos, a primeira previsão era que estava programada para 2022, mas a pandemia de Covid-19 atrapalhou os planos, desta forma no final de 2020 estabeleceram um novo prazo. Os novos motores vão acrescentar 100 cv de potência.

“Estamos satisfeitos com o ritmo do desenvolvimento técnico do híbrido V6 de 2,4 litros e biturbo enquanto o preparamos para a competição. Estamos muito encorajados pelo progresso que nossa equipe e nossos parceiros fizeram, mas uma decisão imediata precisava ser tomada para garantir que estamos preparados para a temporada de 2023 utilizando nosso atual pacote de motores de 2,2 litros” informou Jay Frye, presidente da Indy.

O primeiro teste do novo motor V6 de 2,4 litros acontecerá em 30 e 31 de março, em Sebring, na Flórida. Os pilotos que vão participar da atividade não foram divulgados ainda.

“Estamos muito animados para iniciar a era eletrificada da Indy. Terminamos o desenvolvimento e os testes dinâmicos de nosso novo motor de combustão interna e, assim que os problemas da cadeia de suprimentos de componentes do sistema híbrido forem resolvidos, iniciaremos os testes da nova unidade de potência híbrida”, disse David Salters, presidente e diretor técnico da Honda Performance Development.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados