ColunistaDestaquesFórmula 1Post

Onda Papaya chega ao litoral de Sochi e Norris conquista primeira pole

Norris crava a primeira pole da carreira e divide a primeira fila com Carlos Sainz. George Russell fica com a terceira posição

A classificação foi surpreendente em Sochi, o circuito dominado pela Mercedes, viu Lando Norris da McLaren surpreender e cravar a sua primeira pole da carreira. Essa trégua que a chuva deu forneceu uma ótima sessão.

Se aproximando do final da atividade os pilotos instalaram os pneus macios, depois de abandonar os intermediários para chuva e partiram para mais uma volta rápida, Norris assumiu a liderança depois de superar Carlos Sainz. O britânico da McLaren anotou 1m41s993.

A última pole obtida por um piloto com a McLaren ocorreu no GP do Brasil de 2012, quando Lewis Hamilton conquistou a primeira posição. A McLaren está vivendo uma fase maravilhosa, quebrando o jejum ao longo do ano, na Itália a vitória de Daniel Ricciardo, na Rússia a pole de Norris.

Para a largada deste domingo, uma McLaren e uma Ferrari vão dividir a primeira fila – as equipes rivais da história da Fórmula 1.

E para completar o resultado, George Russell que foi o primeiro piloto a instalar os pneus macios, saltou para o terceiro lugar. Uma Williams abre a segunda fila. Desta forma tivemos Lewis Hamilton sendo empurrado para a quarta posição. O inglês era o líder do Q3 quando todos estavam com os pneus intermediários, mas ao bater o carro na entrada do pit-lane e precisar se submeter a troca da asa dianteira, perdeu performance e não conseguiu disputar a pole.

Daniel Ricciardo foi o quinto colocado, com o segundo carro da McLaren, seguido por Fernando Alonso da Alpine. Valtteri Bottas também não encontrou o desempenho necessário com os pneus macios e teve que se contentar com o sétimo lugar. Sergio Pérez com a Red Bull e Esteban Ocon completaram o top-10.

Nicholas Latifi, Charles Leclerc e Max Verstappen têm punição de motor, portanto vão começar a corrida do domingo ocupando as últimas posições.

Saiba como foi a Classificação da Fórmula 1 em Sochi

A chuva prejudicou o início das atividades de sábado em Sochi, justamente por conta da tempestade de caiu nesta manhã por lá e que já era esperada. A classificação da Fórmula 1 se tornou a prioridade do sábado e com a dificuldade para encontrar uma janela para a realização das atividades, a programação foi completamente alterada.

Q1

São Pedro deu uma trégua para a Fórmula 1 e o início da classificação da categoria. A chuva não tinha parado de cair, mas o traçado ainda estava molhado. No entanto, não se encontrava mais tão encharcado ao ponto de necessitar a utilização dos pneus para chuva extrema.

Na pista a temperatura estava na casa dos 17°C, com 14°C no ambiente.

Desta forma, grande parte dos pilotos foi enviado para o circuito com os pneus intermediários, e ninguém esperou para ir para a pista, por conta da instabilidade climática.

Depois que todos os pilotos completaram ao menos uma volta rápida, os dez primeiros eram: Hamilton, Bottas, Stroll, Gasly, Sainz, Norris, Vettel, Leclerc, Tsunoda e Pérez. Giovinazzi rodou na curva 16, na frente de Leclerc, o monegasco precisou ser rápido para se afastar.

Hamilton era o líder com 1m46s937, seguido por Bottas que tinha 1m48s100, mas Gasly era realmente o destaque por ter anotado 1m48s176. Fernando Alonso precisou passar rapidamente nos boxes abandonando os pneus de chuva extrema, para usar os pneus intermediários.

Max Verstappen optou por não se arriscar no circuito, já sabendo que vai largar do fundão, o piloto abandonou a atividade, completando apenas uma volta de verificação do carro.

Sergio Pérez usou Nikita Mazepin para pegar o vácuo e melhorar o seu tempo, Pérez saltou para o sexto lugar anotando 1m48s575.

Alguns pilotos foram dando voltas e voltas rápidas, tentando melhorar os seus tempos. Funcionou para Pérez que anotou 1m46s455 com seis voltas do composto e assumiu a primeira posição. Na sua primeira passagem com os intermediários Alonso assumiu o quarto lugar depois de cravou 1ms47s990.

A movimentação era intensa na pista, da mesma forma até os instantes finais.

Kimi Raikkonen não conseguiu superar George Russell, para seguir para o Q2. Russell melhorou a sua marca e saltou para a décima primeira posição com 1m48s303.

Eliminados

16) Kimi Raikkonen – 1m49s586
17) Mick Schumacher – 1m49s830
18) Antonio Giovinazzi – 1m51s023
19) Nikita Mazepin – 1m53s764
20) Max Verstappen – Sem Tempo

Q2

Sem chuva, os pilotos deram continuidade à classificação. Rapidamente os pilotos ocuparam o circuito partindo para as voltas rápidas. Os times seguiam usando os pneus intermediários, desta forma Pierre Gasly foi o primeiro piloto a fechar volta, anotando 1m46s671. O circuito estava em constante evolução.

Lewis Hamilton assumiu a ponta com 1m46s096, enquanto Valtteri Bottas acabou perdendo o ponto de freada na curva 2 e passou reto. Pouco depois o finlandês completou um bom giro e superou Hamilton, cravando 1m45s506.

Nicholas Latifi e Charles Leclerc tem uma penalização por troca de motor igual a de Max Verstappen para cumprir, desta forma eles não deixaram os boxes no Q2, o Q1 foi suficiente para as suas verificações.

Com todos tendo tempo aferido, os dez primeiros eram: Hamilton, Bottas, Norris, Alonso, Stroll, Pérez, Vettel, Ocon, Gasly e Sainz. Os pilotos estavam completando cerca de seis giros com cada composto. Hamilton era o líder com 1m45s129.

Ricciardo melhorou o tempo e assumiu a sétima posição com 1m46s361. Russell conseguiu avançar para o Q3, anotando 1m46s435. Pierre Gasly foi eliminado, mesmo após um início forte na classificação. 

Eliminados

11) Sebastian Vettel – 1m46s573
12) Pierre Gasly – 1m46s641
13) Yuki Tsunoda – 1m46s751
14) Nichilas Latifi – Sem Tempo
15) Charles Leclerc – Sem Tempo

Q3

Os pilotos mais uma vez utilizaram os pneus intermediários, Hamilton e Bottas duelaram nos setores, o inglês assumiu a ponta com 1m44s050, enquanto Bottas estava na segunda posição com 1m44s710. Lando Norris cravou 1m44s706, superando o finlandês da Mercedes para assumiu o segundo lugar.

Os dez primeiros eram: Hamilton, Norris, Bottas, Alonso, Pérez, Stroll, Ocon, Ricciardo, Sainz e Russell. O piloto da Williams não tinha tempo aferido ainda, mas instalou os pneus macios, desencadeando uma troca de compostos pelo grid.

Lewis Hamilton bateu na entrada dos boxes, danificando a asa dianteira. A equipe teve que realizar a troca dela para que o piloto tivesse a oportunidade de completar a classificação.

Todos os pilotos estavam com os pneus macios instalados. Hamilton perdeu o carro mais uma vez e deu uma leve batida, depois da traseira do seu carro se perder. O final da classificação foi definitivamente eletrizante, com a principal equipe enfrentando dificuldade. 

Lando Norris cravou 1m41s993, para cravar a pole deste sábado em Sochi, Carlos Sainz ficou com o segundo lugar, seguido por George Russell que encaixou o carro da Williams na terceira posição. Hamilton foi empurrado para o quarto lugar, enquanto Bottas caiu para sétimo, sendo superado por Ricciardo e Alonso.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados