ColunistaFórmula EPost

Oliver Rowland retorna para a Mahindra e será companheiro de Sims na temporada 2021/22 da Fórmula E

Com a confirmação de Guenther na Nissan, a oficialização da contratação de Rowland pela Mahindra foi concluída

Enquanto os assentos são definidos na Fórmula 1, a Fórmula E também está tendo uma movimentação quanto a definição dos pilotos que vão competir a 8ª temporada da categoria elétrica. A Mahindra confirmou Oliver Rowland no seu time, substituindo Alex Lynn, enquanto Alexander Sims permanecerá na equipe.

A oficialização da contratação de Rowland já era esperada, principalmente após a dupla da Nissan confirmar a contratação de Maximilian Guenther na última semana. O piloto de 29 anos está retornando para o primeiro time que fez parte quando ingressou na Fórmula E em 2015/16, quando substituiu Nick Heidfeld no ePrix de Punta del Este.

Rowland também tentou fazer o caminho para a Fórmula 1, competindo na GP2 em 2015, permanecendo na categoria de base até 2017, quando conquistou a terceira posição do Campeonato. O piloto retornou para a categoria elétrica em 2018/19, ocupando o lugar que seria de Alex Albon na Nissan, correndo com Sébastien Buemi.

LEIA MAIS: Fórmula E: Nissan anuncia a contratação de Maximilian Guenther

Dilbagh Gill acompanhou o desenvolvimento de Rowland na Nissan e o seu amadurecimento foi essencial para que agora a Mahindra desse esse passo de trazer o piloto para o seu time.

Oliver Rowland foi confirmado e será companheiro de Alex Sims para a temporada 2021/22 da Fórmula E – Foto: reprodução

“Estou muito animado por ingressar na Mahindra, para a 8ª temporada. Haverá uma transição, por mudar para uma nova equipe, mas acho que com a combinação da minha experiência na Fórmula E e os resultados obtidos na equipe na temporada passada, temos potencial para realizar grandes coisas juntos”, disse Rowland.

“Estou muito feliz por ter Alexander [Sims] como meu companheiro de equipe e estou ansioso para trabalhar com ele e extrair o máximo do carro para obter bons resultados para a equipe”, concluiu.

As especulações sobre Rowland na Mahindra começaram em junho, mas por outro lado, acreditava-se que a equipe já tinha uma dupla sólida e entrosada para a próxima temporada e de certa forma foi até uma surpresa a ventilação sobre está possibilidade.

“Estamos muito felizes em receber Oliver de volta à família Mahindra. Depois de iniciar sua carreira na Fórmula E conosco em 2015, ele tem um histórico comprovado na categoria como um forte classificador e um forte piloto. Acredito que temos uma das formações de pilotos mais fortes do grid e estou muito feliz que Alexander estará com a equipe por mais um ano”, disse Gill.

A próxima temporada será a última com o Gen 2, mas um passo para a introdução do Gen 3, portando, mudanças desse tipo podem impactar o desenvolvimento dos times e as apostas que eles fazem para os próximos anos da categoria.

“Gostei de trabalhar com todos da equipe nesta temporada e aprendemos muito ao longo do ano e garantimos alguns resultados sólidos. Há potencial para alcançar mais na Oitava Temporada e estaremos trabalhando duro para aplicar o que aprendemos nesta temporada na próxima. Estou realmente ansioso para trabalhar com Oliver, que é claramente muito rápido e um grande piloto.”

Alex Sims terminou a 7ª temporada na décima nona posição somando 54 pontos, o piloto foi ao pódio na segunda corrida disputada em Roma. A Mahindra ficou com a nona posição do Campeonato de Construtores, somando 132 pontos.

Escute o nosso podcast sobre o GP da Holanda

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados