ColunistaDestaquesFórmula 1Post

O campeonato já está decidido – ainda bem

Lewis Hamilton caminha a passos largos para a conquista de seu sexto título mundial. Também já encaminhou a quebra de alguns recordes de Schumacher, como o número de vitórias e, quem sabe daqui a dois anos, o próprio número de títulos mundiais – vai depender da capacidade da Mercedes manter o nível com as mudanças de regulamento em 2021.

A sensação é que Hamilton parou, pensou, e decidiu: este será o ano em que vencerei antes da parada para as férias, dando assim uma oportunidade de que outras histórias interessantes sejam escritas na outra metade do ano.

Para muitos, uma decisão tão cedo de título é algo prejudicial à categoria, já que não há mais disputa pelo caneco. Porém, Hamilton tratou de vencer o campeonato tão cedo e de forma tão avassaladora que acabou abrindo espaço para uma temporada a parte entre outros pilotos. Ninguém mais liga para a diferença exorbitante de pontos entre ele, pasmem, Bottas. Sim! Bottas é quem está mais próximo do inglês, por incrível que pareça. 73 pontos, ou 3 vitórias, separam os dois.

Muitas coisas aconteceram após o título do inglês, conquistado ainda na Hungria, quando marcou 25 pontos, enquanto Bottas, seu adversário mais próximo, marcou apenas 4, na oitava colocação.

As preocupações agora são outras.

Estamos mesmo é preocupados com a briga entre Leclerc e Verstappen pelo terceiro lugar no mundial de pilotos, no que pode ser o início de um disputa longa e duradoura no esporte.

Estamos mesmo é preocupados com a briga entre Renault e McLaren no meio do grid.

Estamos mesmo é preocupados com todo o clima que envolve a dupla da Ferrari.

Ou até mesmo com a história envolvendo Gasly, Albon e Kvyat, entre Toro Rosso e Red Bull.

Queremos é ver se o domínio da Ferrari pós parada para férias se mantém, e se Vettel e Leclerc conseguem mais algumas boas vitórias para que o ano de 2020 seja mais equilibrado do início ao fim.

No final das contas, a melhor coisa que poderia ter acontecido aconteceu.

Agora é aproveitar o resto da temporada, que promete ser muito divertida, e agradecer Lewis Hamilton por vencer logo e sair do caminho.

Subscribe to
BPCast

Or subscribe with your favorite app by using the address below

Mostrar mais

Matheus Souza

Estudante de Letras. Apaixonado por Fórmula 1, Futebol, e-sports e ceviche.

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo