ColunistaPostW Series

Nerea Martí surpreende ao final da classificação e conquista a pole para a Corrida 1 em Miami

A classificação foi bem movimentada, Martí surpreendeu as favoritas para se colocar na pole, a pilota espanhola ainda surpreendeu Chadwick

A W Series realizou a sua classificação neste sábado (07), Nerea Martí da equipe Quantfury obteve a pole para o GP de Miami. Nos últimos segundos da sessão, a espanhola registrou 1m56s915, superando o tempo obtido por Jamie Chadwick em 0s075.

Nos primeiros instantes da classificação, a disputa pela pole ficou concentrada entre Alice Powell e Emma Kimilainen, mas após uma breve pausa provocada por uma bandeira vermelha, a classificação mudou, Jamie Chadwick aproveitou para encaixar uma boa volta e saltar para a ponta. A pista foi evoluindo rapidamente, mas com muito tráfego na pista, não foram todas as pilotas que conseguiram melhorar os seus tempos.

Desta forma Alice Powell ficou com a terceira posição, acompanhada por Emma Kimilainen. Jessica Hawkins registrou o sexto melhor tempo, seguida por Belén García, que também defende a Quantfury. Sarah Moore começará a prova da oitava posição, acompanhada por Abbi Pulling da academia da Alpine e Marta García.

A brasileira Bruna Tomaselli estava preparada para melhorar o seu tempo, mas como a classificação terminou em bandeira vermelha, ela começará a corrida deste sábado da décima quarta posição.

Saiba como foi a Classificação da W Series

As 18 pilotas foram enviadas para a pista, para aferir os seus tempos para definir o grid para a primeira prova que será disputada neste sábado. O calor em Miami invadiu mais uma vez a pista.

A classificação da W Series tem duração de 30 minutos, mas geralmente os melhores tempos são obtidos ao final da atividade. Os pneus usados pela W Series precisam ser trabalhados, portanto quanto mais gastos eles estão, os tempos melhoram. A pista foi evoluindo rapidamente, os primeiros tempos passavam dos dois minutos, mas pouco depois elas estavam registrando 1m59s.

Marta García tinha registrado 2m01s162, se tornando referência no circuito para as outras competidoras, mas pouco depois foi a vez de Kimilainen assumir a liderança após registrar 1m59s517. A líder do TL1, Alice Powell entrou na casa de 1m58, mas foi superada por Chadwick na sequência, a britânica anotou 1m58s818.

Por conta de um traçado que tinham trechos de pista suja e pouca aderência, era possível ver as pilotas escorregando e perdendo o controle do carro por alguns instantes. Os pilotos da F1 tinham mencionado a dificuldade de guiar nesta pista, justamente por ela ser bem escorregadia.

Após dez minutos de sessão, Kimilainen tinha registrado 1m57s768. Powell estava separada por 0s056 da líder. Tomaselli ocupava a décima sexta posição, com os tempos bem próximos, mesmo quando a brasileira melhorava o seu tempo, na sequência outras competidoras conseguiam bater a sua marca. A disputa pela liderança estava concentrada nas mãos de Powell e Kimilainen principalmente

Quando a classificação chegou na sua metade, as dez primeiras eram: Powell, Kimilainen, Chadwick, B. Garcia, Chambers, Eaton, Visser, Pulling, M. García e Martí. Algumas pilotas seguiram para os boxes para passar por ajustes e depois foram devolvidas para o traçado.

A bandeira vermelha foi acionada quando restavam pouco mais de nove minutos para o final da atividade. Chambers tinha rodado, mas a pilota da Jenner Racing conseguiu retornar para o traçado, portanto, rapidamente a atividade foi reestabelecida.

Powell permanecia na liderança, seguida por Kimilainen, mas quando a sessão foi retomada, os tempos tinham tudo para melhorar mais uma vez. Juju Noda estava na décima oitava posição, a pilota japonesa é uma das estreantes nesta terceira temporada da W Series, mas ainda esta se familiarizando com o carro da categoria.

Nos últimos quatro minutos, os tempos começavam a evoluir. Chadwick conseguiu anotar 1m57s080, com Powell em segundo e Martí na terceira posição. Kimilainen ainda estava completando a sua volta rápida. Visser tinha ficado com a décima posição mesmo melhorando a sua marca. Tomaselli ocupava a décima quarta posição. Os tempos mostravam um bom equilíbrio na categoria, a brasileira estava separada por apenas 1s5 da líder.

Quando achávamos que o tempo não poderia melhorar mais, Martí  foi além e cravou 1m56s915 superando tempo da pilota britânica e confirmando a pole para a Quantfury. A atividade foi encerrada em bandeira vermelha, Wohlwend bateu forte no muro de contenção. Como restavam apenas 29 segundos para o final, a direção de prova não reestabeleceu a atividade

Confira o grid

1) Nerea Marti – Quantfury – 1m56s915
2) Jamie Chadwick – Jenner Racing – +0s075
3) Alice Powell – Bristol Street Motors – +0s522
4) Emma Kimilainen – Puma – +0s564
5) Fabienne Wohlwend – CortDAO – +0s708
6) Jessica Hawkins – Bristol Street Motors – +0s943
7) Belén Garcia – Quantfury – +1s117
8) Sarah Moorne – Scuderia W – 1s133
9) Abbi Pulling – Racing X – 1s163
10) Marta Garcia – CortDAO – 1s178
11) Chloe Chambers – Jenner Racing +1s395
12) Beitske Visser – Sirin Racing + 1s483
13) Abbie Eaton – Scuderia W – 1s522
14) Bruna Tomaselli – Racing X – +1s739
15) Emily de Heus – Sirin Racing – +2s167
16) Tereza Babickova – Puma – + 3s115
17) Bianca Bustamante – Academy – 3s470
18) Juju Noda – Academy – +5s764

 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados