ColunistaFórmula 1Post

Mercedes opta por não dar prosseguimento ao protesto contra a decisão da prova em Abu Dhabi

Após horas de silêncio, Mercedes coloca fim no GP de Abu Dhabi, equipe decide que não dará prosseguimento ao recurso

Nesta quinta-feira (16), data limite que a Mercedes tinha para dar prosseguimento ao protesto do GP de Abu Dhabi, a equipe informa que não entrar com o recurso rejeitando a decisão dos comissários.

A equipe tinha permanecido em silêncio até agora, não comentando a conquista do 8º título do Mundial de Construtores ou o recebimento do título de cavaleiro de Sir Lewis Hamilton. Depois da bandeirada final em Abu Dhabi, a Mercedes entrou com um protesto contra a forma como o final da corrida foi conduzida – o instante que o diretor de prova removeu os carros que estavam entre Hamilton e Max Verstappen – a relargada e como Hamilton perdeu a ponta para o holandês.

“O motivo pelo qual protestamos contra o resultado da corrida no domingo foi porque as regras do Safety Car foram aplicadas de uma nova maneira que afetou o resultado da corrida”, informou a Mercedes.

Tanto o protesto contra o Safety Car quanto o que a Mercedes alegava que Hamilton fora ultrapassado quando a corrida estava neutralizada, foram rejeitados. A equipe alemã tinha manifestado o direito de apelar pois os protestos não foram aceitos, mas por fim optou por não dar seguimento.

As escolhas do diretor de prova, mudaram o rumo final da corrida – Foto: reprodução

“Deixamos Abu Dhabi sem acreditar no que testemunhamos. Claro, perder uma corrida faz parte do jogo, mas é diferente quando você perde a fé nas corridas”, disse a Mercedes no comunicado.

“Junto com Lewis, deliberamos cuidadosamente sobre como responder aos eventos do encerramento da temporada da Fórmula 1. Sempre fomos guiados pelo amor por este esporte e acreditamos que todas as competições devem ser vencidas por mérito. Na corrida de domingo, muitos sentiram, inclusive nós, que muitas coisas que aconteceram não estavam corretas”, prosseguiram na nota.

O comunicado está no Twitter da equipe, mesmo demonstrando insatisfação com o resultado, a Mercedes está conversando com a FIA para tornar as regras no futuro mais claras, para que todos possam ter conhecimento sobre elas.

“A razão de termos protestado o resultado da corrida de domingo, foi o regulamento do Safety Car foi aplicado de uma maneira nova que afetou o resultado da corrida, depois de Lewis ter se mantido na liderança, e claro, no caminho para vencer o Campeonato Mundial.”

“Nos apelamos no interesse da justiça esportiva, e desde então, estamos em um construtivo diálogo com a FIA e a Fórmula 1 para criarmos claridade para o futuro, para que os competidores conheçam as regras sob as quais estão correndo e como elas são aplicadas. Por isso, recebemos bem a decisão da FIA de instalar uma comissão para analisar o que aconteceu em Abu Dhabi e para melhorar a robustez das regras, governança e processo de tomada de decisão na Fórmula 1. Também recebemos bem o fato de eles terem convidado equipes e pilotos para participarem.”

“A equipe Mercedes vai trabalhar ativamente com esta comissão para construir uma Fórmula 1 melhor, para todas as equipes e todos os fãs que amam este esporte tanto quanto nós amamos. Vamos responsabilizar a FIA por este processo e, por meio deste, retiramos o nosso recurso”, completaram.

Ao final da quarta-feira (15) quando ocorreu a reunião do Conselho Mundial do Esporte a Motor, a FIA aproveitou para informar sobre essa comissão, verificando o que aconteceu em Abu Dhabi, para trazer mais clareza para o futuro do esporte.

Até o presente momento, a Mercedes não havia manifestado nada e por consequência não havia parabenizado Verstappen e a Red Bull pela conquista. Após as decisões que foram tomadas em pista, Lewis Hamilton havia mencionado pelo rádio que o resultado da prova estava sendo ‘manipulado’.

“Gostaríamos de expressar nosso sincero respeito por suas conquistas nesta temporada. Você fez esta luta pelo título do Campeonato de Fórmula 1 verdadeiramente épica. Max, parabenizamos você e toda a sua equipe. Estamos ansiosos para levar a luta até você na pista na próxima temporada.”

E para finalizar, eles também falaram sobre Hamilton: “Lewis, você é o maior piloto da história da Fórmula 1 e você guiou com o coração em cada volta desta incrível temporada. Você é um esportista impecável dentro e fora da pista e entregou uma performance perfeita. Como puro competidor e como modelo para milhões de pessoas ao redor do mundo, nós o cumprimentamos.”

Eles também agradeceram a participação de toda a equipe durante a temporada, cada pessoa que foi importante nesta conquista do oitavo título do Mundial de Construtores.

Escute o nosso Podcast!

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados