ColunistaFórmula 1Post

Lewis Hamilton lidera único treino livre em Ímola, acompanhado por Verstappen e Bottas

A sessão foi bem movimentada, por conta das equipes que precisaram dividir os seus programas de avaliação entre os seus pilotos

Neste sábado (31) os pilotos realizaram apenas um treino livre em Ímola com 90 minutos, que foi bem movimentado já que os pilotos precisaram coletar dados para voltas rápidas e simulação de corrida. Desta forma os times dividiram os seus pilotos nas atividades, para coletar a maior quantidade de dados possíveis.

A Mercedes começou andando no meio do grid, mas à medida que a sessão foi evoluindo os tempos progrediram Lewis Hamilton assumiu a ponta após anotar 1m14s726, enquanto Valtteri Bottas foi o terceiro colocado com 1m15.218. Max Verstappen que ficou parte da atividade na liderança, fechou na segunda posição com 1m15.023, enquanto Alexander Albon foi o nono com 1m16.061.

Pierre Gasly que está utilizando um capacete para homenagear Ayrton Senna mostrou ritmo forte no circuito, virou diversas voltas rápidas e apareceu entre os líderes da sessão, o francês fechou a atividade no quarto lugar. Charles Leclerc ficou com a quinta posição, mas reclamou bastante do carro, informando que estava difícil de guiar o SF1000 em Ímola. Sebastian Vettel por outro lado realizou voltas em modo de simulação de corrida e ficou boa parte da atividade nas últimas posições, mas nos últimos minutos o alemão utilizou os pneus macios e ocupou o décimo segundo lugar.

A dupla da Renault terminou entre os dez, com Daniel Ricciardo em sexto e Esteban Ocon em sétimo. Daniil Kvyat conseguiu a oitava posição, também nos últimos minutos de atividade e empurrou Albon para nono. A dupla da Racing Point ficou com o décimo e décimo primeiro lugar, formando outra dobradinha no grid.

No entanto, a dupla da McLaren esteve ocupando as últimas posições, em um momento até pareceu que Lando Norris terminaria entre os dez, mas a sua volta rápida foi deletada. Aliás este foi um ponto da sessão, que assim como Portugal teve vários tempos deletados por conta dos limites de pista definidos para o fim de semana.

A Fórmula 1 retorna às 10h para a realização da classificação para o GP da Emilia-Romagna. 

Saiba como foi o Treino Livre em Ímola

Antes dos pilotos entrarem na pista a temperatura estava na casa dos 18°C, com 16°C no ambiente.

Rapidamente a dupla da McLaren, Mercedes e Alfa Romeo que renovou com os dois pilotos nesta sexta-feira, foram para a pista.

Nesta primeira parte da sessão todos os pilotos estavam utilizando os pneus duros, Bottas era o líder com 1:25.316, acompanhado por Raikkonen com 1:26.024. Mas pouco depois Leclerc anotou 1:21.853 e passou para a ponta momentaneamente. À medida que os pilotos viram mais voltas com o mesmo composto, os giros seguiram melhorando.

Com menos de dez minutos de atividade Max Verstappen passou a rodar em 1:18.280. Na pista os únicos que utilizavam os pneus médios eram Kvyat, Russell e Latifi. O russo da AlphaTauri anotou 1:17.815, mas a sua volta foi deletada e ele retornou para a última posição.

Cada equipe estava investindo em uma avaliação e coletando dados para o restante do fim de semana, dividindo os trabalhos entre os seus pilotos, desta forma era possível ver Hamilton na quarta posição, enquanto Bottas era o décimo nono.

O grande problema da atividade era por conta dos limites de pista e vários pilotos tinham voltas deletadas, por extravasar alguns trechos do circuito. 

Restando oito minutos de atividade, para a conclusão da primeira meia hora, os dez primeiros eram: Verstappen, Gasly, Leclerc, Hamilton, Kvyat, Sainz, Norris, Ricciardo, Ocon e Albon. Giovinazzi ocupava a última posição da tabela de tempos e seguia parado nos boxes, pois a equipe estava realizando uma verificação no seu carro.

Raikkonen foi o primeiro a utilizar os pneus macios e figurava na décima quarta posição com 1:17.993. Bottas passou a investir em voltas rápidas e os compostos médios o finlandês foi a décima quinta posição, para primeiro ao anotar 1:15.783.

Vettel e Leclerc calçaram os pneus macios, o alemão que ocupava a décima oitava posição foi para o nono lugar com 1:17.271, mas pouco depois o seu tempo foi deletado. Giovinazzi voltou para o circuito após perder alguns minutos da sessão, mas seguia ocupando o vigésimo lugar, já que utilizava os pneus duros e estava verificando o carro.

Restando quarenta minutos para o término das arividades, Verstappen era o líder com 1:15.338, seguido por Hamilton com 1:15.346, separado por 0s008 do holandês. Enquanto Bottas era o terceiro colocado. Leclerc aparecia em quarto, seguido por Gasly, Ricciardo, Albon, Sainz, Pérez e Ocon, estes eram os dez primeiros.

Quando os pilotos entraram na última meia hora de atividade, Hamilton anotou 1:14.726 de pneus macios e assim assumiu a liderança. A dupla da Renault estava na quarta e quintas posições, com Daniel Ricciardo e Esteban Ocon respectivamente. Com os pneus macios os pilotos investiam nas voltas rápidas.

Nos últimos minutos de atividade, o ritmo ficou mais lento e os pilotos passaram a realizar voltas em modo de simulação de corrida.  No entanto Pierre Gasly melhorou o seu tempo em uma volta rápida, após uma breve parada nos boxes e ficou com o sexto lugar, anotando 1:16.005 e depois melhorou ainda mais o tempo, anotando 1:15.633.

Daniil Kvyat conseguiu a nona posição com a AlphaTauri, progredindo na sessão ao investir nas últimas voltas rápidas dadas no circuito. Leclerc voltou a rodar com os pneus macios e ficou com a sétima posição, mesmo após reclamar muito do carro. 

A última volta dada no circuito contou com muito trânsito, já que todos os pilotos estavam na pista. 

 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo