ColunistaDestaquesIndyPost

Josef Newgarden vence em Gateway e cresce na briga pelo título

Alex Palou e Scott Dixon são colhidos em acidente e perdem terreno: Pato O’Ward chega em segundo e volta à liderança do campeonato

Com a vitória, Josef Newgarden está a 22 pontos atrás do líder (Joe Skibinski/IndyCar)

A disputa pelo título da temporada 2021 da Fórmula Indy ficou cada vez mais embolada. A última corrida em circuito oval neste ano, realizada no circuito de Gateway, próximo a St. Louis, ofereceu uma competição movimentada, com acidentes e ultrapassagens. Mesmo assim, Josef Newgarden conseguiu dominar a disputa e venceu pela segunda vez na temporada, se colocando de vez entre os postulantes ao título.

Quem também saiu bem em relação ao campeonato foi Pato O’Ward. O mexicano fez uma corrida sólida, terminando em segundo, além de contar com os azares de Alex Palou e Scott Dixon para reassumir a liderança do campeonato, 

A corrida

O primeiro terço de prova foi bastante tumultuado com mais voltas em bandeira amarela do que verde. Logo na terceira volta, Ed Jones e Graham Rahal se enroscaram e foram para o muro. 

Depois, houve mais três bandeiras amarelas por detritos e por problemas no sistema de iluminação do circuito de Gateway, além da batida de Ed Carpenter. Então, na volta 65 das 260 programadas, aconteceu o acidente que afetou os rumos do campeonato.

Na relargada, Rinus Veekay disputava a oitava posição com Scott Dixon e Alex Palou. Quando chegou na freada da primeira curva, o neerlandês perdeu o controle e atingiu o carro do espanhol. Num efeito dominó, o bico do carro de Palou acertou o pneu de Dixon e os dois carros da Ganassi foram para o muro, junto com Veekay.

O então líder do campeonato, Palou abandonou a disputa junto com o neerlandês. Dixon ainda levou o carro para os boxes e a Ganassi trabalhou para colocar o hexacampeão da Indy na pista. O neozelandês ainda voltou à corrida com cerca de 80 voltas atrás dos líderes e esperou por algum abandono fortuito para subir na classificação. Todavia, isto não aconteceu e Dixon abandonou depois.

Depois deste começo tumultuado, a corrida fluiu normalmente depois da relargada. Josef Newgarden e Colton Herta se colocaram como os pilotos mais rápidos e controlaram as primeiras posições. Outros nomes, como Alexander Rossi e Pato O’Ward se colocaram em posição de duelar no pelotão da frente, enquanto Will Power, que havia largado na pole, não conseguia manter o ritmo e despencava na tabela.

Mais atrás, Romain Grosjean era o destaque. Na sua estreia em circuitos ovais, o franco-suíço mostrava arrojo e determinação e não pensava duas vezes em mergulhar para ultrapassar os rivais que apareciam pela frente.

Entretanto, a inexperiência de Grosjean em ovais pesava na saída dos boxes, com o francês perdendo tempo e posições ao sofrer com a baixa aderência dos pneus frios após a saída dos boxes em seus pit-stops. O francês precisou de uma parada extra e perdeu uma volta, terminando em 14º.

Na briga pela liderança, Herta teve um ritmo melhor que Newgarden e assumiu a liderança na volta 139. O piloto da Andretti precisava de um bom resultado para se colocar na briga pelo campeonato e estava com ritmo forte para brigar pelo triunfo. Porém, ao sair dos boxes na última parada, o seu eixo de transmissão quebrou e Colton teve de abandonar.

Para completar a sina lamentável da Andretti, Alexander Rossi perdeu o controle do seu carro e bateu na volta 201, causando a última bandeira amarela da prova.

Na parte final da corrida, Newgarden seguiu na ponta, enquanto O’Ward teve uma relargada agressiva para recuperar o segundo lugar de Will Power e partir para cima do outro piloto da Penske. Mas o piloto da McLaren SP não tinha um ritmo tão superior para tentar a ultrapassagem. No fim, o mexicano se conformou em administrar a pontuação do campeonato para assumir a liderança por pontos.

Com o segundo lugar, Pato O’Ward volta a liderar o campeonato (Joe Skibinski/IndyCar)

Agora, O’Ward voltou à liderança do campeonato, com 435 pontos, dez a mais que Palou. Com a vitória, Newgarden agora é o terceiro colocado, com 413, enquanto Dixon caiu para quarto com 392, e Marcus Ericsson está em quinto, 60 pontos atrás do primeiro. Como faltam três corridas para o fim do campeonato em 162 pontos em disputa, a disputa está bem aberta entre estes postulantes.

Representante brasileiro da prova, Tony Kanaan teve um desempenho discreto. Em sua última participação programada para este ano, o piloto da Ganassi escapou das confusões, mas não conseguiu um ritmo competitivo e terminou em 13º.

A próxima corrida da Fórmula Indy será em 12 de setembro, no circuito misto de Portland, que inicia uma sequência de três corridas que definirão o campeão da temporada.

Classificação da etapa de Gateway completa aqui!

Classificação do campeonato:

1 – Pato O’Ward (MEX) – McLaren SP/Chevrolet – 435
2 – Alex Palou (ESP) – Chip Ganassi/Honda) – 425
3 – Josef Newgarden (EUA) – Penske/Chevrolet – 413
4 – Scott Dixon (NZL) – Chip Ganassi/Honda – 392
5 – Marcus Ericsson (SUE) – Chip Ganassi/Honda – 375
6 – Colton Herta (EUA) – Andretti/Honda – 324
7 – Simon Pagenaud (FRA) – Penske/Chevrolet – 320
8 – Graham Rahal (EUA) – Rahal-Letterman-Lanigan/Honda – 319
9 – Will Power (AUS) – Penske/Chevrolet – 315
10 – Takuma Sato (JPN) – Rahal-Letterman-Lanigan/Honda – 279

 

27 – Tony Kanaan (BRA) – Chip Ganassi/Honda – 96 (4 corridas)

Mostrar mais

Eduardo Casola

Jornalista formado na Universidade de Sorocaba (Uniso) e apaixonado por esporte a motor desde quando se conhece por gente. Apenas um rapaz que gosta de uma boa corrida e de uma boa história!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados