ColunistaFórmula 1Post

Jenson Button retorna para a F1 como conselheiro sênior da Williams

Como parte da reestruturação da Williams, a equipe confirmou o retorno de Jenson Button como conselheiro do time

Nesta sexta-feira (22) a Williams anunciou o retorno do campeão de 2009, Jenson Button, ele terá o papel de conselheiro da equipe, enquanto o time segue passando pela reestruturação, na busca pela competitividade tão desejada. A escolha marca o retorno de Button ao time, a primeira equipe que deu oportunidade ao piloto em 2000.

Em 2021 a agenda de Button será bem cheia, ele vai participar de uma série de GPs acompanhando a Williams, mas também atuando na fábrica do time, em Grove, na Inglaterra. Além de cumprir atividades de mídia e marketing quando for necessário. Ele também permanece como comentarista da Sky Sports F1.

“Sir Frank Williams mostrou fé em mim, pela qual serei eternamente grato e estou extremamente animado por ter a chance de voltar e ajudar a equipe que se esforça mais uma vez pelo sucesso”, disse Button.

“Há muito trabalho árduo a fazer, mas não tenho dúvidas de que o futuro é incrivelmente brilhante para esta equipa fantástica e mal posso esperar para começar.”

Button foi campeão com a Brown GP, mas passou pela Benetton, Renault, BAR, Honda e McLaren. É por conta desta experiência e conhecimento que a Williams está apostando em Button.

“Como parte de sua função na Williams, Jenson poderá contar com seus mais de 30 anos de experiência em automobilismo para aconselhar e orientar a equipe de Grove, além de ajudar a apoiar e desenvolver pilotos de corrida e de academia”, disse a equipe em comunicado.

Este é mais um passo do time que foi comprado pela empresa de investimentos norte-americana Dorilton Capital no ano passado. Simon Roberts já foi nomeado como chefe de equipe após a mudança realizada, e o ex-McLaren, Jost Capito, foi nomeado como CEO da Williams ao final de 2020.

“Trazer Jenson de volta é outro passo positivo para nos ajudar a avançar como equipe dentro e fora das pistas. Jenson sempre foi um amigo da equipe e por isso é ótimo recebê-lo de volta à família Williams. Em 2000, Sir Frank viu o talento promissor de Jenson como piloto e deu-lhe sua primeira oportunidade na F1. Ele mais do que comprovou por que era uma promessa ao longo de uma carreira brilhante que culminou na conquista do campeonato mundial”, disse Jost Capito. 

“Mais recentemente, ele mostrou sua perspicácia no mundo dos negócios e da radiodifusão e continua sendo uma figura amplamente respeitada no paddock. Toda essa experiência adicionará outra camada à nossa transformação, tanto tecnicamente quanto como negócio. Sei que todos na Grove têm um grande respeito por ele e estamos muito satisfeitos por começar a trabalhar com ele”.

A Williams quer deixar o final da tabela de construtores e segue movendo peças importantes para promover está mudança. Para 2022 o time pretende estreitar os laços com a Mercedes, a equipe que já fornece os motores para o time vai auxiliá-lo com outras peças.

Leia Mais: 

Estreitar os laços com a Mercedes, o caminho para a Williams crescer

+ OPINIÃO – A temporada 2020 da Williams

+ Ex-McLaren Jost Capito é escolhido para reestruturação da Williams

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo