ColunistaFórmula 1PostW Series

Jamie Chadwick segue desempenhando o papel de pilota de desenvolvimento da Williams

Chadwick vai seguir trabalhando no simulador da Williams, ajudando no desenvolvimento do carro, enquanto compete na W Series

A Williams anunciou nesta segunda-feira (21) que Jamie Chadwick segue como membro da Academia de Pilotos da equipe. O time de Grove realizou a renovação do contrato da pilota por mais um ano, ela também continuará o trabalho de desenvolvimento do FW44.

A bicampeã da W Series foi escolhida como pilota de desenvolvimento da Williams em 2019, com o time sempre realizando renovações e garantindo ela no time. Jamie estará em contato com o simulador e se beneficiará do centro de desenvolvimento da Williams, além das oportunidades de visibilidade que o marketing da equipe pode oferecer.

“Eu estou muito feliz por continuar trabalhando com a equipe Williams. Tive muito apoio de todos ao longo dos últimos três anos e o trabalho de simulador que fiz foi extremamente valioso durante as temporadas que competi”, disse Jamie.

“Estou ansiosa para continuar meu trabalho ao longo da temporada de 2022 e sei que a equipe estará torcendo por mim durante minha campanha na W Series de 2022. Estou muito orgulhosa de continuar representando o nome da Williams no grid”, concluiu a pilota britânica.

Chadwick disputará mais uma temporada na W Series em 2022, a pilota não conseguiu vaga na Fórmula 3 ou Fórmula 2, por conta da falta de apoio financeiro para disputar uma temporada completa em uma dessas categorias de base. A pilota está considerando até mesmo seguir para os Estados Unidos e dar continuidade ao seu trabalho por lá.

Ela terminou a temporada passada da W Series vencendo o campeonato, conquistando 15 pontos de superlicença depois de obter quatro vitórias e sete pódios. Jamie foi escolhida pela Jenner Racing, para competir em 2022 na W Series. Sua escolha de disputar mais um ano da categoria feminina, é principalmente para ter a oportunidade de continuar se desenvolvendo.


Além de Jamie Chadwick, a Williams hoje conta Jack Aitken (European Le Mans Series) Roy Nissany (Fórmula 2), Logan Sargeant (Fórmula 2), Zak O’Sullivan (Fórmula 3 FIA) e Oliver Gray (Fórmula 4 Britânica).

“Estamos incrivelmente satisfeitos que Jamie continuará fazendo parte de nossa equipe. Seu desempenho imensamente impressionante no Campeonato W Series de 2021 apenas reforçou nosso apreço por seu talento e habilidade, e ficamos muito satisfeitos em participar de seu louvável sucesso”, disse Sven Smeets, diretor esportivo da Williams.

“O papel de Jamie na promoção da inclusão feminina no automobilismo continua sendo extremamente importante e admirável. Ela é uma embaixadora fantástica do esporte e estamos ansiosos para trabalhar com ela durante a temporada de 2022”, concluiu.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados