ColunistaFórmula 1Post

GP de Portugal – Os compostos para a rodada, uma estratégia mais conservadora adota pela Pirelli

Neste fim de semana a Fórmula 1 vai enfrentar um circuto inédito e respeitando as suas características a Pirelli optou pelos pneus mais duros para a rodada

A Fórmula 1 vai desembarcar em Portugal para a realização da décima segunda etapa, um circuito novo para a categoria e mais um desafio para as equipes e pilotos. Este é o primeiro GP de Portugal realizado desde 1996, quando a corrida foi disputada no circuito de Estoril. 

Por conta da pista que tem diversas ondulações, moderna mas que carrega o ar de traçados memoráveis a Pirelli optou por uma escolha conservadora e neste circuito os pilotos vão utilizar os pneus C1 (duro – faixa branca), C2 (médio – faixa amarela) e C3 (macio – faixa vermelha), com o objetivo de amenizar os problemas.

A Fórmula 1 não tem dados deste circuito, mas a Pirelli se baseou nas informações que tem das corridas realizadas com os GT. Durante a primeira meia hora do TL2 as equipes vão receber conjuntos de pneus slick de 13 polegadas, não marcados para testes, estes compostos devem ser utilizados na próxima temporada e este testa valida o desenvolvimento de pneus para 2021. 

A pista contém quinze curvas e uma reta longa, é definitivamente uma pista que cobra bastante dos pneus. Desta forma os treinos livres são extremamente importantes para entender como trabalhar com os carros durante a classificação e corrida.

O circuito recebeu um novo asfalto há poucas semanas e desta forma as características dele devem mudar um pouco, com relação ao que era conhecido da superfície anterior. A época do ano em que a prova será realizada, favorece as altas temperaturas e é uma questão que deve ser observada ao longo do fim de semana, ainda que exista a chance de chuva para a sexta e o domingo.

Foto: Reprodução / Pirelli

Mario Isola, chefe da Pirelli na Fórmula 1, falou sobre as expectativas para o fim de semana: “Pela primeira vez, entramos em um desafio duplo, com dois circuitos que são novos para a Fórmula 1 em sua era híbrida: começando com Portimão, que faz sua estreia. Embora a F1 nunca tenha corrido lá antes, temos alguma experiência nesta pista através dos GP e o Mundial de Superbike, o que nos dá uma boa ideia do que esperar. É um local absolutamente espetacular e achamos que os pilotos vão adorar correr lá.”

“Portimão é muito exigente com os pneus e isso pode ser acentuado pelo tempo quente, razão pela qual trouxemos os três compostos mais duros. Também ajustamos a seleção de pneus padrão neste fim de semana, com os pilotos recebendo um conjunto extra de pneus duros e um conjunto a menos de macios.”

Desta vez os times vão trabalhar com três pneus duros, três médios e sete macios, diferente da escolha padrão que consiste em dois pneus duros, três médios e oito macios.

“No TL2, os pilotos vão testar os pneus de 13 polegadas do próximo ano pela primeira vez durante a primeira meia hora da sessão”, os pilotos não vão saber o que estão utilizando, pois consiste em um teste cego, desta forma os compostos não são marcados para a identificação.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo