ColunistaFórmula 1

FP2 Bélgica – Hamilton supera Raikkonen na segunda sessão e Massa não conseguiu treinar nesta sexta (25)

O segundo treino livre contou com a liderança de Lewis Hamilton ao marcar 1:44:753 com os pneus supermacios. O inglês acabou colocando 0s262 a mais no tempo de Kimi Raikkonen que havia marcado 1:45:015 com os pneus macios.  Vettel ficou com o quinto lugar, mas dessa vez e Ferrari estavam mais próximos durante a sessão e Max Verstappen ainda conseguiu colocar a sua Red Bull em quarto.

A sessão também foi marcada pela simulação de corrida e pela chuva, que chegou cerca de 20 minutos antes do termino. O aguaceiro acabou atrapalhando o final do primeiro dia de treinos e os pilotos acabaram recolhendo os carros. Somente Ricciardo e Alonso ainda arriscaram dar uma volta com os pneus intermediários, mas os carros acabaram aquaplanando e ninguém arriscou sair com os compostos de chuva extrema.

Felipe Massa acabou ficando fora desse treino, depois da batida que acabou tendo no primeiro treino livre. O seu carro ficou com a suspensão do lado esquerdo e o chassi do danificados. Como a equipe não conseguiu fazer os reparos até o momento em que a fiscalização dos carros é feita, o brasileiro não pode participar.

https://twitter.com/F1/status/901053574880382976

lll Saiba como foi o FP2

https://twitter.com/F1/status/901052011998793730

O segundo treino livre começou com os dois carros da Haas indo para a pista, Magnussen com pneus macios e Grosjean com supermacios. Raikkonen foi o terceiro a deixar os boxes da equipe, mas os pilotos estavam dando só as voltas de instalação. Magnussen acabou tendo problemas com o DRS que não estava funcionando direito e precisou fazer mais alguns ajustes, retornando para o box da equipe.

Jolyon Palmer foi o primeiro a registrar tempo e tinha 1:48:846. Raikkonen também registrava o primeiro tempo com os pneus macios 1:54:853, mas ainda era muito alto para o que o finlandês havia mostrado no FP1.

Vandoone fazia o terceiro tempo com 1:48:632, já que logo em seguida Raikkonen conseguia o primeiro tempo 1:47:049. Hulkenberg ficava na frente de Vandoorne depois de marcar 1:48:367 e Kvyat assumia o segundo lugar com 1:48:098.

Vettel errava na sua primeira volta cronometrada e marcava 2:06:501, enquanto isso Verstappen tomava a ponta da Ferrari quando havia conseguido 1:46:481. Na volta seguinte de Vettel ele já anotava 1:46:405 com os pneus supermacios e assumia a ponta.

https://twitter.com/F1/status/901055518571188224

Vandoorne era quinto com 1:48:128 e Alonso era o nono com 1:49:463, mas pouco tempo depois Sainz se saia melhor e conseguia colocar o carro da Toro Rosso em quarto, empurrando os demais competidores uma posição para trás.

Ricciardo informava que estava com algum problema de dirigibilidade no carro e a equipe que já havia notado, começava a investigar as causas, enquanto isso ele aparecia em quinto com 1:47:253, seguido por Esteban Ocon com 1:47:948.

Hamilton entrava na pista usando mais uma vezes os pneus macios, mas era Bottas de supermacios que tomava a ponta de Vettel com 1:46:331, já que o inglês que vinha em volta rápida e ainda não havia completado ela, mas Lewis acabou botando o tempo do companheiro no chinelo e marcou 1:45:634.

https://twitter.com/F1/status/901056785624289280

Stroll seguia representando a Williams e marcava 1:48:128 e ocupava o décimo segundo lugar. Felipe Massa não participou do segundo treino livre, ele não tinha mais nenhum problema de saúde, como que havia acometido o brasileiro na Hungria. O seu carro não conseguiu ficar pronto antes da vistoria e acabou ficando de fora. A Williams então aproveitaria o resto do dia para arrumar o carro e somente amanhã (26) ser vistoriado para o terceiro treino livre e classificação.

https://twitter.com/F1/status/901064424110338048

Magnussen e Pérez se estranhavam na pista, após o mexicano dar espaço para o piloto da Haas e o mesmo começar a zigue-zaguear na pista, os dois estavam na busca de fazer uma volta limpa, sem ter outros carros a frente.

Os carros da Renault de Hulkenberg e Palmer eram os primeiros a utilizar os compostos ultramacios no segundo treino livre e o alemão já assumia o quarto lugar com 1:46:441 e seu companheiro de equipe fazia o sexto tempo 1:46:670.

Os demais pilotos também começavam a investir no segundo stint em pneus ultramacios e Vettel assumia a ponta com 1:45:235, mas Bottas veio para tomar a ponta do alemão com 1:45:180. Raikkonen voltava a ser o mais rápido com 1:45:015, repetindo a boa performance da primeira sessão.

https://twitter.com/F1/status/901060991462629377

Hamilton na sua primeira volta cronometrada com os compostos ultramacios, marcava 1:44:753 e colocava 0s0262 encima do tempo do finlandês da Ferrari. Pérez era décimo com 1:46:984. Apenas Hulkenberg, Ricciardo , Stroll e Magnussen não estavam com os ultramacios.

https://twitter.com/F1/status/901061776376287232

Com um pouco menos de 50 minutos para o termino da segunda sessão, Kvyat era alertado sobre a chuva que estava se aproximando do autódromo. Alonso melhorava e conseguia superar o companheiro de equipe com 1:46:743 e um décimo lugar.

https://twitter.com/F1/status/901067556206899200

Daniel Ricciardo melhorava o seu tempo e com 1:46:072 e ocupava o sexto lugar. Com 40 minutos restantes, as equipes investiam na simulação de corrida, com carros com mais combustível e a durabilidade dos pneus era uma questão para ser estudada, já que era a primeira vez que os ultramacios estão sendo utilizados no circuito.

Com menos de 30 hora para o termino do segundo treino livre, a chuva apontava no autódromo e as primeiras gotas já eram sentidas pelos torcedores, as posições e os tempos seguiam os mesmos, devido a simulação de corrida.

https://twitter.com/F1/status/901069915066707968

Neste momento o top-10 era Hamilton, Raikkonen, Bottas, Verstappen, Vettel, Ricciardo, Hulkenberg, Ocon, Sainz e Palmer.

Com alguns pontos já muito molhados da pista e outros ainda secos, as equipes começaram a pedir para os pilotos recolherem os seus carros e a sessão foi praticamente encerrada com menos de 20 minutos.

Conforme os minutos forram correndo a chuva começou a ficar mais forte em alguns pontos da pista. Ricciardo e Fernando Alonso ainda arriscaram a saída com os pneus intermediários, mas avisavam que os carros estavam aquaplanando e estava chovendo muito. Era possível ver a grande quantidade de sprey que os carros formavam e instabilidade dos mesmos. 

https://twitter.com/F1/status/901071625780699136

https://twitter.com/F1/status/901075452583968768

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo