ColunistaFórmula 1Post

FIA confirma diretrizes para os novos motores da Fórmula 1

As novas unidades de potência vão ser implementadas em 2026. O foco é trazer novos fornecedores e reduzir os custos das unidades de potência

O Conselho Mundial da FIA, confirmou as diretrizes para as unidades de potência que vão estar nos carros de Fórmula 1 a partir de 2026. Mudanças que são necessárias, principalmente quando a categoria está tentando se encaminhar para uma forma mais sustentável.

Como já era esperado, após a confirmação da utilização de um combustível sustentável, a FIA voltou a reafirmar isso, eles querem passar essa mensagem de preocupação ambiental, portanto o combustível 100% sustentável está em foco.

LEIA MAIS: Os novos motores e a entrada da Audi e Porsche na Fórmula 1

As mudanças também são pensadas no futuro da categoria, onde eles querem que outras fornecedoras de motores possam ingressar no esporte, mas podendo oferecer um nível competitivo, portanto também acontecerá a redução de custos dos regulamentos técnicos, operacionais e financeiros.

Para 2026, os motores permanecem como o V6 de 1,6 litros, aumento do sistema híbrido para 350 kW, assim como a introdução de um teto orçamentário para o custo com as peças.

A retirada do MGU-H é porque a bateria é considerada um dos elementos mais complexos utilizado nos motores híbridos, que foram introduzidos no campeonato de 2014. A peça acaba demandando muito desenvolvimento, e por ser cara, aumenta o custo das unidades de potência.

LEIA MAIS: A F1 está se preparando para usar um combustível 100% sustentável nos próximos anos

O MGU-H também dificulta a entrada dos combustíveis sustentáveis, portanto, como a categoria está entrando nesta era mais sustentável, essa mudança é de suma importância para o seu futuro em direção ao combustível neutro.

O Grupo Volkswagen já manifestou a vontade de entrar na Fórmula 1, mas a sua tomada de decisão, dependia do direcionamento que a categoria estava pensando em dar aos próximos motores. Com a possibilidade de que os ‘novatos’ tem de ingressarem no esporte em um nível competitivo e também a retirada do MGU-H, podemos ver a Audi e a Porsche se interessando mais ainda pelo projeto F1.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados