ColunistaFórmula 1Post

Falha de comunicação é a causa do incidente entre Sergio Pérez e Esteban Ocon no TL1

Durante o TL1 a falta de comunicação com os boxes acabou prejudicando os pilotos. Pérez e Ocon acabaram batendo durante a sessão

Na manhã de sexta-feira (16) foi realizado o TL1 em Ímola, o regime de bandeira vermelha foi instaurado na metade da sessão, após uma batida entre Sergio Pérez e Esteban Ocon.

A transmissão só mostrou o mexicano da Red Bull rodando, já com o pneu estourado e a roda traseira esquerda amassada. Com a imagem aberta foi possível ver Esteban Ocon encostando o carro que também estava danificado.

Depois do incidente os pilotos explicaram o que aconteceu aos comissários, mas nenhuma medida adicional foi tomada. Os pilotos falaram sobre uma falha de comunicação, onde acabaram perdendo o rádio em parte do TL1 – provocada pela falha técnica no circuito de Ímola – os pilotos perderam a interação com os boxes e não foram informados sobre o tráfego na pista. 

Na ocasião em que ocorreu a batida, Esteban Ocon estava em uma volta mais lenta, enquanto Sergio Pérez estava trabalhando com um giro rápido. Ao se aproximarem da chicane Villeneuve, Ocon reduziu a velocidade para deixar Pérez passar, mas o mexicano interpretou de forma errada o ritmo da Alpine e os dois se tocaram. O impacto provocou o furo no pneu traseiro do RB16B, enquanto Ocon foi forçado a parar na lateral da pista.

Ocon e Pérez foram companheiros de equipe na Force India entre 2017 e 2018, onde os dois acabaram colidindo algumas vezes.

LEIA MAIS: Com final agitado, Bottas supera Hamilton e dupla da Ferrari para assumir a liderança do TL1 em Ímola

No relatório dos comissários eles disseram: “Ocon reduziu antes da curva cinco para deixar Pérez passar, além de se colocar no lado de dentro da curva. Pérez estava em volta rápida. Os dois carros atingiram a tangência ao mesmo tempo e tocaram as rodas”.

“Por fim, ambos os pilotos concordaram que houve uma falha de comunicação entre eles naquela ocasião, e somou ao fato de que os dois pilotos tiveram limitada ou nenhuma comunicação com as equipes naquele momento. Os dois pilotos concordaram que a culpa não foi de ninguém.”

Os problemas durante o TL1

A primeira atividade em Ímola foi um caos para a comunicação, um problema com os cabos de fibra ótica dificultou a transmissão, a comunicação dos rádios, telemetria e a geração dos gráficos e informações sobre os carros. Para aqueles que acompanhavam na F1 TV as imagens da sessão foram geradas tardiamente, com a transmissão sofrendo alguns atrasos para o seu início.

LEIA MAIS: Valtteri Bottas lidera dobradinha da Mercedes em Ímola, com Gasly na 3ª posição

No incidente entre Pérez e Ocon as imagens foram limitadas e a categoria não exibiu nada das câmeras onboard dos pilotos. O problema da fibra foi corrigido durante o intervalo das sessões e o TL2 ocorreu sem nenhum problema no sistema.

Por conta da pandemia de covid-19 a Fórmula 1 mudou alguns pontos nas operações técnicas, reduzindo o número de pessoas no circuito, mas hoje a organização informou que o problema foi local.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados