ColunistaFórmula 2Post

F2: Em prova agitada, Théo Pourchaire vence Sprint 1 disputada na Itália

Foi uma corrida agitada, com a intervenção do Safety Car, mas também uma disputa intensa entre os pilotos. Pourchaire vence a primeira corrida do fim de semana

A primeira corrida Sprint da Fórmula 2 foi disputada nesta manhã (11) e depois de um longo período de férias os pilotos não pouparam equipamento, a disputa foi intensa, com várias modificações de posição, principalmente por conta dos toques, Safety Car e disputas.

Théo Pourchaire conquistou a vitória da primeira corrida, o piloto que começou da quarta posição, viu os pilotos à sua frente se enfrentando, mas também teve uma ótima leitura de corrida para realizar ultrapassagens e assumir a primeira posição. O francês da ART Grand Prix é um destaque da temporada pela regulariedade e conta com uma vitória conquistada na corrida principal em Mônaco.

A pista de Monza fornece muitas oportunidades, desta forma foi possível ver Guanyu Zhou da UNI-Virtuos que largou da oitava posição, ficar com a segunda posição, depois de ver Vips passar reto nas voltas finais da prova. Christian Lundgaard que começou a corrida da décima nona posição, obteve o terceiro lugar, completando o pódio. Robert Shwartzman recebeu a bandeirada na terceira posição, mas com a punição que tinha para cumprir caiu para o sexto lugar.

Oscar Piastri aproveitou a punição do companheiro de equipe para ficar com o quarto lugar, acompanhado por Liam Lawson. Bent Viscaal fechou a corrida na sétima posição, seguido por Jüri Vips que disputou o pódio, mas terminou a corrida no oitavo lugar. Jehan Daruvala foi o nono enquanto David Beckmann que cometeu um erro, fechou a corrida na décima posição.

Saiba como foi a Primeira Sprint disputada na Itália 

A primeira corrida da Fórmula 2 disputada neste sábado contou com a inversão dos dez primeiros pilotos definidos após a classificação realizada na sexta feira. Desta forma Beckmann que está nesta corrida guiando pela Campos, foi o líder, acompanhado por Vips. Piastri que é pole para o domingo começou a corrida da décima posição.

Jake Hughes que teve a oportunidade de guiar pela HWA – sendo uma das mudanças que ocorreram no guid da F2 para a prova de Monza. O carro do britânico apresentou problemas durante a volta de apresentação e precisou ser removido para os boxes. Hughes tinha se classificado na décima sexta posição.

Beckmann e Vips se enfrentaram pela primeira posição, mas na primeira curva Vips já mostrou um desempenho melhor e assumiu a liderança. Beckmann lutava contra os ataques de Ticktum, tentando manter a segunda posição.

Antes do final da primeira volta era possível ver Piastri na décima primeira posição, o piloto foi ultrapassado por Shwartzman, pouco depois o russo atacava Zhou.

LEIA MAIS: Preview da Fórmula 2 – As mudanças de pilotos para o GP da Itália

Ao final da primeira volta, o Safety Car entrou na pista por conta de um incidente que ocorreu – Théo Pourchaire tentou ultrapassar Dan Ticktum que foi tocado por Felipe Drugovich. Após o encontro o dono do carro #5 ficou atravessado na pista. O brasileiro Felipe Drugovich que tinha conquistado a quinta posição depois de uma boa largada. Drugo só foi para os boxes quando ele foi liberado na quarta volta, precisando trocar a asa dianteira que ficou danificada.

Tiveram muitos toques no início da corrida, Enzo Fittipaldi não passou ileso pois foi tocado por Sato e desta forma enfrentou um problema no sistema de direção, abandonando a corrida logo depois.

Com o Safety Car em pista os dez primeiros eram: Vips, Beckmann, Pourchaire, Lawson, Boschung, Zendeli, Zhou, Shwartzmen, Piastri, Daruvala e Nissany.

A pista foi liberada na quinta volta e apenas neste momento a equipe de Boschung resolveu chamar o piloto para os boxes para realizar os reparos no carro dele, desta forma ele caiu para a vigésima posição.

Felipe Drugovich que havia realizado boas ultrapassagens aproveitando a retomada da corrida, abandonou a prova depois de perder a traseira do carro sozinho na Variante Ascari. O virtual Safety Car foi ativo até a remoção do carro do brasileiro. Lawson que estava com a frente do carro danificada depois de um toque e era o quarto colocado, precisou passar pelos boxes e realizar a troca da asa dianteira.

A prova foi liberada na sétima volta, desta forma Piastri atacou o companheiro de equipe, mas Shwartzman não deixou espaço, o dono do carro #2 extravasou os limites de pista, mas também apresentava uma queda de desempenho depois que os seus pneus ficaram sujos. Piastri foi ultrapassado por Nissany e depois por Daruvala.

Existia muitas disputas nesta prova, Vips seguia na liderança, mas Beckmann era atacado por Pourchaire que tentava assumir a segunda posição. Os líderes da prova estavam se afastando do restante do pelotão.

Na décima volta Beckmann fritou os pneus, passou reto e desta forma Pourchaire assumiu a segunda posição. Beckmann era o terceiro, mas foi atacado por Zhou. Enquanto isso Shawartzman que havia assumido a quinta posição, recebeu uma punição de cinco segundos por ter ganhado vantagem ao sair do traçado.

Nissany rodou, Verschoor, Daruvala e Samaia precisaram ir para os boxes. O Safety Car foi ativo mais uma vez, desta forma os dez primeiros eram: Vips, Pourchaire, Zhou, Beckmann, Shwartzman, Zendeli, Lundgaard, Piastri, Viscaal e Deledda. Sete pilotos tinham abandonado a corrida até aqui.

A relargada ocorreu na décima quarta volta, as disputas voltaram a acontecer e Pourchaire teve a oportunidade de atacar Vips, enquanto Zhou era o terceiro colocado.

No giro seguinte Pourchaire colocou o carro de lado e assumiu a primeira posição. Shwartzman era o quarto colocado. Lundgaard assumiu a sexta posição.

Pouco depois Zhou foi fechado por Vips e quase perdeu o carro, mas não desistia das investidas e o russo se aproximou da disputa.

Na décima oitava volta, Vips cometeu o mesmo erro de Beckmann, desta forma perdeu a segunda posição para Zhou e Shwartzman também aproveitou o problema de Vips para assumir a terceira posição. Enquanto isso Lundgaard ficou com o quarto lugar pois Vips caiu para quinto. Por conta dos toques e também das disputas, Piastri assumiu a sexta posição.

Zendeli foi outro piloto que acabou abandonando a prova quando restavam apenas duas voltas para o encerramento da corrida.

Com o encerramento da corrida, Pourchaire obteve a vitória, acompanhado por Zhou. Shwartzman cruzou a linha de chegada na terceira posição, mas tinha cinco segundos de punição para cumprir, desta forma o russo caiu para a sexta posição. Lundgaard foi para o pódio, enquanto Piastri ficou com a quarta posição.

Com a inversão do grid para a próxima prova, Beckmann começa a corrida na liderança mais uma vez, acompanhado por Daruvala e  Vips.

 

Conquistaram pontos os oito primeiros colocados

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados