ColunistaDestaquesFórmula 1

Crônicas Brasileiras: A torcida é empolgante em Interlagos

lll Capa: Rafa Catelan

O que é mágico no GP do Brasil, certamente é a torcida que toma conta das arquibancadas e é por este motivo que ela rouba a atenção dos pilotos e de todas as pessoas que trabalham naquele local, pois as pessoas ficam em pé a todo momento que tem carro na pista.

É possível escutar as palmas, os gritos de alegria e as torcidas únicas e ou organizadas para os pilotos favoritos. Tão diferente do futebol, a cada dia as pessoas vestem um uniforme diferente, defendendo o time ou o piloto que gostam; se for o piloto que mudar de time, as roupas não são descartadas e não existe nenhum mal em usar elas.

Ainda existe o mar vermelho, que carrega as cores da Ferrari, principalmente no domingo onde todos os tifosi tiram o uniforme completo do armário e vão para a batalha. Mas é natural que o piloto destaque, assim como a equipe vencedora do campeonato de construtores tenha uma boa quantidade de fãs que já carregam em seu corpo pinturas permanentes daquele que já é hexacampeão.

Olhando na arquibancada, principalmente para aqueles que nunca foram para Interlagos é bem emocionante ver a felicidade que não consegue se conter no peito com o primeiro carro passando, mas mesmo os tão acostumados, não conseguem fingir tanto costume assim.

As corridas no autódromo costumas ser muito boas, mas para quem está lá, elas são espetaculares. Neste ano com uma boa quantidade de corridas fantásticas, o GP do Brasil tinha fortes concorrentes, mas conseguiu ficar a altura mesmo com um campeonato decidido. A torcida de Max Verstappen era grande e foi devidamente atendida, mas o piloto que cruzou a linha de chegada na segunda posição, foi o ‘mineiro’ Pierre Gasly. A corrida não terminou quando acabou e a McLaren obteve a terceira posição, infelizmente o público não pode saudar a equipe, pois a posição só foi decidida depois.

Não temos como excluir as torcidas ainda para Alfa Romeo e Renault com Daniel Ricciardo pois os resultados deles também fora ótimo.

Natural de Interlagos é a tradição da invasão de pista, a galera foi com vontade para assistir a festa do pódio e entoaram “Gasly, Gasly”. Algumas pessoas pisaram pela primeira vez naquele solo sagrado e outras estavam vivendo como se fosse a primeira vez este momento tão único.

Nada se compara a energia da Fórmula 1, com o autódromo lotado, as pessoas que vem de vários lugares do país e até mesmo de outros lugares do mundo para acompanhar esta prova. Os ingressos de vários setores se esgotaram, pois as pessoas queriam ver os amigos e se unir a está emoção. Nada tão bom quanto a corrida em casa e as pessoas que carregamos junto com a gente.

Amar o GP do Brasil, é a certeza que saímos de Interlagos já se programando para o próximo ano e querendo mais uma vez realizar a mesma loucura nos próximos anos.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo