ColunistaCopa TruckPost

Copa Truck: Novidades e estatísticas da disputa

Os pilotos da Copa Truck vão disputar um desafio intenso em Cascavel, com bastante movimentação na pista do Paraná

Após um mês de intervalo, a Copa Truck vai estar neste fim de semana em Cascavel, no Autódromo Zilmar Beux, este foi o palco da primeira disputa da categoria, mas agora os brutos vão lidar com condições completamente diferentes.

Confira algumas novidades para a etapa:

– Valdeno Brito retorna ao #777 da AM Motorsport após o nascimento de seu filho, Daniel, nos Estados Unidos. Ele ficou de fora da etapa dupla de Goiânia. Ele foi o segundo colocado na primeira corrida de Cascavel em junho;

– Danilo Dirani faz sua estreia na temporada 2020, retornando à equipe PP Motorsport, a qual deu sua primeira pole e suas primeiras vitórias na estreia do time em Goiânia no ano de 2018. No total, ele possui três vitórias na Copa Truck;

– Danilo Alamini, natural de Santa Catarina, está de volta ao grid, estreando em 2020 e estreando no caminhão MAN, uma vez que no ano passado ele competiu com o Iveco da Lucar. Sua estreia era para ter sido na etapa passada, mas acabou adiada por ele ter sido infectado com o coronavírus.

Confira: Encontro de gigantes! Stock Car e Copa Truck vão estar em Cascavel neste fim de semana

– Ricardo Alvarez, de Santos, finalmente fará sua estreia com o Scania da Bruto Motorsport após a equipe ficar de fora da etapa de Goiânia por conta de casos de COVID-19 em seus integrantes;

– Régis Boéssio é outro nome que retorna após ficar de fora da etapa goiana;

– Pedro Muffato, o piloto mais velho em atividade no Brasil, volta com o caminhão Scania #20 de sua equipe Muffatão Racing;

– O fim de semana terá seis marcas diferentes na pista: Mercedes-Benz, MAN, Volkswagen, Iveco, Volvo e Scania. Além delas, três Protótipos;

– Serão 24 os caminhões que largam na quinta etapa da temporada 2020;

– Novas cores no grid: Débora Rodrigues tem caminhão reestilizado com as partes em dourado dando espaço ao branco. Ricardo Alvarez correrá com as cores branca e cinza. Pedro Muffato vai todo de branco;

Em quem ficar de olho

– Nas primeiras curvas: em Goiânia, tanto no sábado quanto no domingo, foram caóticas;

– Wellington Cirino, que sempre andou muito forte em Cascavel;

– Beto Monteiro, como sempre, pois vem embalado após duas copas consecutivas;

– Paulo Salustiano, que sofreu um dos acidentes mais impressionantes da temporada em junho quando era um dos mais rápidos do fim de semana;

– Jô Augusto Dias, Luiz Lopes e Djalma Pivetta, que surpreenderam em Goiânia e podem se dar bem em outra pista veloz como Cascavel. Jô inclusive saiu na pole em junho por conta do grid invertido;

– Roberval Andrade, que protagonizou os momentos de maior emoção na etapa de junho ao segurar no braço caminhões em melhor ritmo, vendendo caro a vitória para Beto Monteiro;

– Leandro Totti, que volta após ficar ausente de Goiânia com o Mercedes-Benz da equipe que têm em parceria com José Luiz;

Estatísticas da temporada 2020

Etapa 1 – Cascavel
Pole: Wellington Cirino
Vitória: Wellington Cirino

Etapa 2 – Cascavel
Pole: Jô Augusto Dias (pelo grid invertido)
Vitória: Beto Monteiro

Etapa 3 – Goiânia
Poles: Beto Monteiro e Débora Rodrigues (pelo grid invertido)
Vitórias: Beto Monteiro e Beto Monteiro

Etapa 4 – Goiânia
Poles: Felipe Giaffone e Paulo Salustiano
Vitórias: André Marques e Paulo Salustiano

Vitórias

Piloto
3 – Beto Monteiro
1 – Wellington Cirino, André Marques e Paulo Salustiano

Marca
4 – Volkswagen
2 – Mercedes

Poles

Piloto
1- Wellington Cirino, Beto Monteiro e Felipe Giaffone

Marca
1 – Mercedes-Benz, Volkswagen e Iveco

Pilotos que mais lideraram

29 voltas – Beto Monteiro
27 voltas – Wellington Cirino
19 voltas – Roberval Andrade

Pilotos que mais andaram em segundo

27 voltas – Valdeno Brito
22 voltas – Roberval Andrade
20 voltas – Beto Monteiro

Pilotos que mais andaram em terceiro

49 voltas – André Marques
12 voltas – Wellington Cirino
8 voltas – Jô Augusto Dias

Estatísticas de Cascavel

Número de vitórias

Piloto
2 – Wellington Cirino e Beto Monteiro
1 – Giuliano Losacco e Paulo Salustiano

Marca
3 – Volkswagen
2 – Mercedes-Benz
1 – Iveco

Número de poles

Piloto
1 – Felipe Giaffone, André Marques e Wellington Cirino

Marca
2 – Mercedes-Benz
1 – Volkswagen

Histórico de resultados

2018
Pole: Felipe Giaffone (Volkswagen) e Débora Rodrigues (Mercedes) pelo grid invertido
Vencedores: Wellington Cirino (Mercedes) e Giuliano Losacco (Iveco)

2019
Pole: André Marques (Mercedes) e Luiz Zapelini (MAN) pelo grid invertido
Vencedores: Beto Monteiro (Volkswagen) e Paulo Salustiano (Volkswagen)

2020
Pole: Wellington Cirino (Mercedes-Benz) e Jô Augusto Dias (Volkswagen)
Vencedores: Wellington Cirino (Mercedes-Benz) e Beto Monteiro (Volkswagen)

Dados fornecidos pelo site da Copa Truck.

Foto: Duda Bairros

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo