ColunistaDestaquesFórmula 1Post

Classificação Singapura – Em boa fase, Charles Leclerc desbanca Mercedes e Red Bull para obter a pole em Marina Bay

Charles Leclerc surpreendeu mais uma vez, neste sábado (21) em Marina Bay o monegasco anotou 1:36:217, para se tornar o pole do circuito em 2019. A Ferrari não era a favorita para Singapura por conta da pista travada, mas já no terceiro treino livre dava sinais que as coisas poderiam ser melhores para os cavalos rampantes.

Sebastian Vettel quase levou essa pole, com o tempo de 1:36:437, estabelecido em sua primeira volta, o alemão era um forte candidato. Neste primeiro giro as flechas de prata ficaram separados por mais de um segundo da rival.

No entanto, os pilotos retornaram para os boxes, calçaram novos pneus macios e buscaram mais uma volta. O toque no muro pode ter feito diferença para Vettel, o alemão não conseguiu se quer melhorar a sua volta. Leclerc veio tirando no primeiro setor e isso melhorou muito seu giro e ao cruzar a linha de chegada tinha 1:36:217. Lewis Hamilton se enfiou na segunda posição com 1:36:408, tempo tirado no segundo setor.

Max Verstappen foi o quarto colocado, separado por 0s596 do pole. Valtteri Bottas vai largar da quinta posição, acompanhado por Alexander Albon com o segundo carro da Red Bull. A McLaren se confirmou na classificação, levando os dois carros para o Q3, Carlos Sainz fechou em sétimo, com Lando Norris em décimo. Daniel Ricciardo e Nico Hulkenberg, com a oitava e a nona posição respectivamente.

Sergio Pérez amanhã perde cinco posições no grid, por ter danificado o câmbio na batida do Terceiro Treino Livre, o piloto da Racing Point se classificou na décima primeira posição. 

A largada para o GP de Singapura acontece às 9h10 pelo horário de Brasília, neste domingo.

lll Saiba como foi a Classificação em Singapura

lll Q1

Na pista a temperatura estava em 35°C, com 30°C no ambiente.

 

A regressiva começou com 18 minutos, mas as equipes levam um pouco de tempo para liberar os seus pilotos para a pista.

Logo após ser liberado, Carlos Sainz identificou a falta de potência no carro, mas conseguia se manter na pista e iniciar uma volta cronometrada. Mas foi Giovinazzi que abriu a tabela de tempos, anotando 1:40:029, seguido por Raikkonen com 1:40:255. Valtteri Bottas conseguia ir melhor que eles e anotava 1:38:623, de compostos médios.

 

O monegasco assumiu a ponta ao completar o seu giro, anotando 1:38:014, com Max Verstappen assumindo a segunda posição, seguido por Bottas e Hamilton. Sainz mesmo enfrentado problemas no início, passava a ser o quinto colocado, com seu companheiro de equipe, Norris em oitavo, lembrando que o espanhol estava a frente de Vettel.

Com todos os carros aferindo ao menos uma volta, os pilotos que estavam na zona de eliminação eram: Raikkonen, Grosjean, Magnussen, Russell e Kubica.

Sebastian Vettel conseguia melhorar a sua marca no quarto giro do composto, anotando 1:38:374, para assumir a segunda posição.

Restando dois minutos, diversos pilotos estavam na pista, Bottas e Hamilton levaram as flechas de prata para a primeira posição, o finlandês tinha 1:37:317, com o inglês separado por 0s248.

O último giro foi bem apertado, Magunssen conseguiu se salvar com o tempo do terceiro setor. Grosjean tocou levemente no muro de contenção.

lll Eliminados

16) Daniil Kvyat 1:39:957

17) Lance Stroll 1:39:979

18) Romain Grosjean 1:40:277

19) George Russell 1:40:867

20) Robert Kubica 1:41:186

lll Q2

 

Assim que a pista foi liberada pela segunda vez, a dupla da Mercedes logo passou a ocupar o circuito e rapidamente os demais pilotos deram início as suas voltas. Bottas, Hamilton e Leclerc se revezavam para obter a ponta. O monegasco conseguiu 1:36:930, superando Hamilton por 0s131 e Bottas por 0s212. Vettel era apenas o quarto colocado com 1:37:305, todos utilizando os pneus macios.

Raikkonen acabava tocando no muro de contenção com a roda esquerda, o finlandês tinha 1:39:133 e logo depois se encaminhava para os boxes.

Os eliminados após a primeira volta cronometrada eram: Giovinazzi, Gasly, Pérez, Raikkonen e Magnussen.

Os pilotos foram liberados mais uma vez, restando menos de quatro minutos para o final. Leclerc foi para a ponta com 1:36:650, acompanhado por Vettel com 1:36:720. Raikkonen conseguiu retornar para a pista, mesmo com o toque no muro.

lll Eliminados

11) Sergio Pérez 1:38:620

12) Antonio Giovinazzi 1:38:697

13) Pierre Gasly 1:38:699

14) Kimi Raikkonen 1:38:858

15) Kevin Magnussen 1:39:650

 

lll Q3

Os dez pilotos deixaram os boxes juntos, com Vettel sendo o primeiro a abrir o cronômetro, para anotar 1:36:437, o alemão conseguia superar Charles Leclerc por 0s354. Verstappen era o segundo colocado com 0s380. O que chamava a atenção era a diferença para a Mercedes, Hamilton na quarta colocação, estava separado por 1s010, com Bottas em quinto com 1s046.

 

Alexander Albon era visto em sexto, acompanhado por Sainz, Norris, Ricciardo e Hulkenberg.

Novamente restando cerca de quatro minutos, os pilotos retornaram para a pista, a volta de Vettel não foi boa e ele permaneceu com o tempo estabelecido na primeira volta. Charles Leclerc conseguiu a pole, anotando 1:36:217, acompanhado por Hamilton com 1:36:408. Vertappen foi o quarto colocado e Bottas se enfiou entre os carros da Red Bull, desta forma Albon foi o sexto colocado. Sainz, Ricciardo, Hukenberg e Norris completaram o grid.

 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo