ColunistaFórmula 1Post

Classificação – Hamilton “sobrevive” ao Q2 e conquista 96ª pole da carreira

Valtteri Bottas tentou, mas o inglês estava irredutível no circuito. A surpresa da sessão ficou por conta de Max Verstappen que obteve a segunda posição

Lewis Hamilton conquistou a 96ª pole da carreira. Uma classificação que foi bem intensa para o inglês que ficou perto de ser eliminado no Q2. O piloto da Mercedes conseguiu uma boa volta, seguiu na classificação e partiu para o Q3 onde obteve 1m31s391, mas não parou por aí e melhorou a marca para 1m31s304.

Max Verstappen surpreendeu, pois, a Red Bull veio muito apagada durante os treinos livres, mas o holandês conseguiu um bom giro e bateu o tempo de Valtteri Bottas, com 1m31s867. Desta forma o finlandês da Mercedes vai largar da terceira posição e pode ter alguma vantagem pois vai utilizar os pneus médios, enquanto Hamilton vai precisar começar a corrida com os compostos macios.

Sergio Pérez foi o quarto colocado com a Racing Point, seguido por Daniel Ricciardo da Renault com a quinta posição. McLaren e Renault disputaram espaço pelos melhores tempos da classificação, desta forma Carlos Sainz foi o sexto, acompanhado por Esteban Ocon e Lando Norris. Pierre Gasly levou a AlphaTauri para a nona posição, com Alexander Albon em décimo.

Ferraris Eliminadas no Q2

Sebastian Vettel e Charles Leclerc estavam confiantes no circuito, mas o Q2 foi crítico para a equipe, o alemão acabou batendo nos últimos minutos, atrapalhando as voltas dos outros pilotos por conta do regime de bandeira vermelha foi estabelecido. O monegasco pegou detritos no circuito deixados pelo carro de Vettel, mesmo com a pista sendo Leclerc não conseguiu uma boa volta para avançar ao Q3 e teve que se contentar com a décima primeira posição.

A Fórmula 1 retorna neste domingo às 8h10 para a realização do GP da Rússia.

Saiba como foi a Classificação

Antes das atividades começarem, a temperatura na pista estava na casa dos 35°C e havia reduzido com relação ao TL3, no ambiente tínhamos 26°C.

Q1

George Russell foi o primeiro a deixar os boxes e utilizava os pneus médios. Os outros pilotos foram deixando os boxes, mas apostavam na utilização dos pneus macios. O piloto da Williams não completou a volta e retornou para os boxes.

Desta forma Bottas que veio pouco depois aferiu o seu primeiro tempo 1:32.656, acompanhado por Lance Stroll que tinha 1:34.472. Várias marcas eram deletadas por conta dos pilotos que extravasavam os limites de pista, inclusive a marca aferida por Lewis Hamilton.

Pérez superou o tempo do companheiro de equipe e assumiu a segunda posição com 1:33.704, seguido por Carlos Sainz com 1:33.967.

Hamilton conseguiu registrar a sua primeira volta e tinha 1;32.983, separado por 0s327 de Valtteri Bottas. Restando seis minutos para o final da classificação, Ocon, Raikkonen, Giovinazzi, Grosjean e Latifi estavam na zona de eliminação. O piloto da Williams não tinha estabelecido nenhum tempo.

Os dez primeiros eram: Bottas, Hamilton, Pérez, Sainz, Verstappen, Leclerc, Ricciardo, Gasly, Albon e Stroll.

Nos últimos três minutos do Q1, os pilotos foram retornando para o circuito. Ocon subiu para a quarta posição com 1:33.557, pois Daniil Kvyat veio pouco depois e conseguiu a terceira posição com 1:33.511.

Eliminados

16) Romain Grosjean – 1:34.592
17) Antonio Giovinazzi – 1:34.594
18) Kevin Magnussen – 1:34.681
19) Nicholas Latifi – 1:35.066
20) Kimi Raikkonen – 1:35.267

Q2

Dentre os quinze pilotos que estavam participando da segunda fase da sessão, apenas a dupla da Mercedes e Max Verstappen estavam utilizando os pneus médios. A temperatura da pista seguia caindo.

Hamilton era o líder com 1:32.085, mas pouco depois o tempo do inglês foi deletado. Sainz passou a liderança com 1:32.757, o espanhol havia batido o tempo de Bottas. Pérez se encaixou entre Sainz e Bottas, enquanto Daniel Ricciardo passou para o primeiro lugar com 1:32.218. Pierre Gasly era visto na sexta posição, com Verstappen em sétimo. Ocon, Leclerc e Kvyat competavam o top-10.

Os pilotos na zona de eliminação eram: Albon, Stroll, Vettel, Hamilton e Russell. O piloto da Williams partiu para uma tentativa, enquanto a pista estava vazia e assim o décimo terceiro colocado.

No que seria a última saída, Vettel acabou batendo forte ao perder a traseira do SF1000 na curva 4. Imediatamente a bandeira vermelha foi acionada paralisando a sessão. Hamilton continuava sem tempo estabelecido, mas restavam 2m15s para o encerramento do Q2.

Os pilotos se posicionaram no pit-lane para utilizar da melhor forma o tempo restante. Hamilton estava nas últimas posições e ainda teve a volta afetada por conta de Esteban Ocon, antes de abrir a volta cronometrada. O inglês abriu a volta no limite e conseguiu passar na quarta posição com 1:32.835.

Eliminados

11) Charles Leclerc – 1:33.239
12) Daniil Kvyat – 1:33.249
13) Lance Stroll -1:33:364
14) George Russell – 1:33.583
15) Sebastian Vettel – 1:33.609

 

Q3

Os dez pilotos partiram para o circuito com os pneus macios. A dupla da Renault foi uma das primeiras a registrar tempo, Ricciardo tinha 1:32.364, enquanto Ocon tinha 1:33.117. Hamilton registrou a pole provisória com 1:31.391, superando Bottas por 0s793. Verstappen era o terceiro colocado com 1:32.360, seguido por Ricciardo, Pérez, Sainz, Ocon, Albon, Gasly e Norris.

Bottas melhorou a volta para 1:31.956, mas Hamilton conseguiu melhorar ainda mais o seu resultado ao registrar 1:31.304 e conquistou a 96ª pole da carreira. Max Verstappen completou a sua volta e bateu o tempo estabelecido pelo finlandês, assumindo a segunda posição com 1:31.867.

 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados