ColunistaPostStock Car

Bruno Baptista largou da pole e conquistou a vitória em Cascavel durante a 6ª etapa

O piloto RCM Motorsport conseguiu reverter a pole em vitória, em uma corrida bem consistente

A primeira prova disputada pela 6ª etapa da Stock Car, foi marcada pela cautela dos pilotos. Diferente da corrida do sábado onde eles estavam no tudo ou nada, os pilotos foram mais cautelosos durante a largada.

Bruno Baptista que conquistou a pole, venceu com folga a primeira corrida, o piloto cruzou a linha de chegada com mais de 1s5 de vantagem para o segundo colocado, marcando mais uma vitória para o Toyota Corolla. Diego Nunes superou Julio Campos durante as paradas nos boxes e ficou com o P2, já o piloto da Crown Racing cruzou a linha de chegada na terceira posição.

Cesar Ramos foi o quarto colocado, acompanhado por Thiago Camilo, ambos da Ipiranga Racing. Gabriel Casagrande fechou a prova na sexta posição, em uma prova bem disputada. Átila Abreu fechou em sétimo com a Shell V-Power. Denis Navarro da Cavaleiro Sports fechou em oitavo, seguido por Guilherme Salas da KTF e Daniel Serra da Eurofarma, estes pilotos completaram o top-10.

Para a segunda corrida teríamos o grid invertido.

Saiba com foi a primeira corrida da 6ª etapa

Bruno Baptista largou da pole, com Julio Campos ao seu lado, o piloto da Crown Racing se posicionou bem na pista para evitar um ataque de Ramos e Nunes. A primeira volta passou sem incidentes e os pilotos seguiam na disputa por conta da aproximação.

Ramos era pressionado por Nunes, o piloto da Blau Motorsport estava colado no piloto da Ipiranga e está era a segunda volta. Foresti foi ultrapassado por Navarro e passou a ser o nono colocado. Os pilotos já passavam a acionar o botão de ultrapassagem após completarem a primeira volta.

Navarro seguia escalando o pelotão e já havia ultrapassado Abreu, desta forma passou a ser o sétimo colocado.

Já na quarta volta ocorria disputas mais espaçadas, mas ainda assim era possível ver algumas ultrapassagens. Baptista liderava a prova com folga, com mais de dois segundos de vantagem para Campos.

Matias Rossi deu uma volta de verificação e retornou para os boxes, se preparando para a segunda prova.

Antes das paradas, os dez primeiros eram: Baptista, Campos, Ramos, Nunes, Camilo, Casagrande, Navarro, Abreu, Foresti e Salas. Pedro Cardoso que era o décimo passou a perder espaço na pista.

Os boxes foram abertos na nona volta, rapidamente Campos foi para os boxes realizando a sua parada e aos poucos outros pilotos seguiam para o pit-stop. Tuca Antoniazi era visto rodando e perdendo o para-choque.

Baptista conseguiu retornar para a pista a frente de Julio Campos e tinha uma boa vantagem para o piloto que era o segundo colocado.

Nelsinho Piquet tinha um problema na sua parada e acabou abandonando a corrida.

Após todas as paradas realizadas, os dez primeiros eram: Baptista, Nunes, Campos, Ramos, Camilo, Casagrande, Abreu, Navarro, Salas e Foresti. Cardoso abandonou a prova. Nunes teve uma parada melhor e conseguiu ganhar a posição de Campos.

Allam Khodair imprimia um ritmo forte e passou a pressionar Foresti, a briga era pela décima primeira posição, mas Serra também estava próximo desta disputa pois era o décimo colocado.

Nelsinho que havia abandonado estava com um problema no semieixo e a equipe tentava resolver para que ele conseguisse participar da próxima corrida.

Baptista conseguiu reverter a pole em vitória e venceu a prova em Cascavel com folga. Nunes garantiu a segunda posição com Campos em terceiro.

Foto: Reprodução 
Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo