ColunistaPostStock Car

Bruno Baptista conquista primeira pole da carreira em Cascavel

Para a 6ª etapa os pilotos realizaram uma nova classificação e assim Baptista teve a chance de conquistar a sua primeira pole

A Stock Car segue em Cascavel para a realização da 6ª etapa, neste domingo as equipes se depararam com novas condições de pista, pois as temperaturas de pista e ambiente caíram. Bruno Baptista que teve Covid-19 e ficou bem debilitado, voltou com garra para as pistas, neste domingo o piloto já se mostrava muito rápido durante o Q1 e conseguiu garantir a sua primeira pole após anotar 1m04s267.

O Q2 foi bem movimentado, por conta da batida de Matias Rossi a sessão foi interrompida, mas os pilotos ganharam um tempo extra para buscar uma volta melhor. No entanto pouco adiantou e assim Julio Campos ficou com a segunda posição com a Crown Racing, acompanhado por Cesar Ramos da Ipiranga.

Diego Nunes da Blau Motorsport foi o quarto colocado, já o vencedor da 5ª etapa, Thiago Camilo com a Ipiranga conseguiu a quinta posição e completou o Top-5.

A corrida tem início às 11h15, desta vez em uma rodada dupla com duas provas a serem realizadas.

Confira como foi a Classificação em Cascavel para a 6ª etapa

Q1

Para disputar a 6ª etapa, os pilotos e equipes realizaram uma nova classificação. Os grupos foram divididos entres A e B, os melhores classificados no campeonato, deixaram os boxes primeiro. A pista estava mais fria, a temperatura caiu para a casa dos 22°C.

Os primeiros tempos estabelecidos eram na casa de 1m10s, mas Bruno Baptista conseguiu a liderança momentânea ao anotar 1m05s567. Aos poucos outros pilotos conseguiram estabelecer tempos melhores e assim a liderança e as posições alternavam rapidamente. Com o cronômetro zerado Cesar Ramos ficou com a liderança após anotar 1m04s700, acompanhado por Brono Baptista que anotou 1m04s726.

A posição dos doze melhores era: Ramos, Baptista, Casagrande, Camilo, Abreu, Barrichello, Suzuki, Serra, Khodair, Maurício, Piquet Jr e Zonta.

O segundo grupo foi liberado, os primeiros tempos eram muito altos, mas pouco depois eles comeram a despencar e Denis Navarro assumiu a primeira posição com 1s04s618, seguido por Diego Nunes com 1m04s649. Marcos Gomes era o sétimo colocado, seguido por Cacá Bueno em oitavo. Guilherme Salas deu um salto e passou a ocupar a sexta posição, enquanto Lucas Foresti e Pedro Cardoso eram vistos na décima quarta e décima quinta posições respectivamente. Barrichello ficou na décima sexta posição e não conseguiu avançar.

Com o cronometro zerado, os 15 melhores que passaram para o Q2 eram: Navarro, Nunes, Campos, Ramos, Baptista, Salas, Casagrande, Cardoso, Gomes, Bueno, Rossi, Osman, Camilo, Abreu e Foresti. Cardoso conseguiu melhorar o seu tempo e assumir a oitava posição

Foto: Reprodução
Q2

Julio Campos anotou 1m04s368 e liderou rapidamente até Baptista virou uma boa volta e assumiu a ponta com 1m04s267. Navarro que foi o líder do Q1, acabou rodando e era o último da tabela de tempo. O argentino Matias Rossi perdeu a traseira do carro e acabou batendo forte, a sessão foi interrompida com a bandeira vermelha, o piloto conseguiu retornar com o carro para os boxes, mas vários pilotos que vinham em volta rápida, foram um pouco prejudicados.

Restavam 37 segundos quando a paralisação ocorreu, mas a CBA voltou ao cronômetro e os pilotos teriam três minutos para buscar uma volta melhor. Bruno Baptista conseguiu garantir a pole com o tempo estabelecido antes da bandeira vermelha, o piloto da RCM Motorsport conseguiu a sua primeira pole e Julio Campos vai largar ao seu lado, acompanhados por Cesar Ramos e Diego Nunes.

Foto: Reproduçãos
Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo