ColunistaFórmula 1Post

A Pirelli revelou o motivo do abandono de Max Verstappen no GP da Emilia-Romagna

O piloto da Red Bull estava disputando a segunda posição quando o pneu acabou estourando e tirou ele da prova

Max Verstappen esteve perto de conquistar o segundo lugar no GP da Emilia-Romagna, mas na volta 51 o pneu traseiro direito estourou e o piloto perdeu a corrida. Como vários pilotos naquela corrida conseguiram completar diversas voltas com os pneus duros, a Pirelli passou a investigar o que aconteceu com o composto utilizado por Max Verstappen.

Mario Isola, chefe da Pirelli na Fórmula 1 disse: “Encontramos alguns cortes na banda de rodagem e na lateral, tanto interna quanto externa.”

Confira: GP da Emilia-Romagna – Dados e as estratégias sobre os pneus utilizados no Circuito de Ímola

“Acreditamos que o motivo da falha tenha sido um dano no centro da banda de rodagem que causou o dano tanto nas correias quanto nas lonas da carcaça, então as correias começaram a se partir após esse dano e em um determinado ponto em que a carcaça não conseguiu aguentar a carga, tivemos a deflação que todo mundo viu na televisão.”

“Compartilhamos também a análise com a FIA e a equipe e essa é a evidência que temos. Obviamente, é difícil analisar um pneu que está em pedaços, mas mandamos imediatamente o pneu de Ímola para nossos laboratórios em Milão”, completou Isola. 

Confira: Raio-X GP da Emilia-Romagna

Por conta do abandono de Verstappen, a Mercedes conseguiu obter a dobradinha. Mas a Pirelli aproveitou para realizar uma segunda investigação, já que a Mercedes reclamou de vibrações durante a corrida, mas a fornecedora de pneus vai passar os dados direto para a Mercedes.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo